Encerrado


Seminário


Etanol: Perspectivas e oportunidades para a agroindústria

  • Data:14/9
  • Horário: 8h30 às 18h
  • Local:Mercure Paulista Hotel - Rua São Carlos do Pinhal, 87 - São Paulo, SP

Apresentação


Um dos mais tradicionais setores da indústria brasileira está ganhando novos participantes de peso. A alta de preços dos combustíveis fósseis, a busca por alternativas limpas e renováveis de energia e a perspectiva de altas taxas de lucro têm atraído expedições cada vez mais freqüentes de grandes investidores estrangeiros às usinas brasileiras.


Bill Gates pretende investir US$ 200 milhões na aquisição de grupos nacionais e na construção de indústrias próprias, sobretudo em São Paulo. O mega investidor húngaro George Soros adquiriu recentemente a usina Monte Alegre, em Minas Gerais.


Bill Gates e George Soros estão entre os mais dinâmicos e inovadores empresários globais. Ao adquirirem usinas e realizarem novos empreendimentos, esses investidores estarão implantando modernos sistemas de gestão e dando impulso a novos padrões de produtividade neste tradicional setor agroindustrial brasileiro.


Com o barril do petróleo acima dos US$ 50.00 e o aumento acelerado da demanda por etanol no Brasil e no exterior, a margem de lucro do produtor de álcool continuará muito elevada. Nenhum usineiro, para continuar bem sucedido, precisa acompanhar os padrões de gestão e as metas de produtividade dos próximos investidores estrangeiros no Brasil. No entanto, todos devem modernizar e expandir os seus negócios (ou mesmo buscar associações com novos investidores) para melhor usufruir das excelentes oportunidades que o mercado oferece nos próximos anos.


De 2005 a 2011, 100 novas unidades de produção de etanol deverão se instaladas no Brasil, demandando investimentos de R$ 33 bilhões e a incorporação de mais 3 milhões de hectares de terra para o plantio de cana. Em 2012 o Brasil será uma potência energética, com 10% da área agricultável do país destinada a produção de etanol.


Participe deste Seminário InterNews para melhor aproveitar oportunidades, aumentar a produção, modernizar a gestão, adotar novos padrões de produtividade e elevar a taxa de retorno de investimentos na produção e comercialização de etanol. Venha debater com renomados especialistas a real situação do setor frente à expansão e universalização do etanol como fonte de energia.


Programação


8h30 - Recepção e Credenciamento


9h - A política do Governo para o Etanol


-Amilcar Guerreiro, Diretor de Estudos Econômicos e Energéticos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE)


9h45 - Debate


10h - Coffee Break


10h15 - A Petrobrás e o Etanol


-Silas Oliva Filho, Gerente de Comércio de Álcool e Oxigenados da Petrobrás


11h - Debate


11h15 - Abertura de capital: Estudo de Caso do Grupo Cosan


Como expandir, modernizar e competir no mercado global


-Pedro Mizutani, vice-presidente do Grupo Cosan


12h - Debate


12h15 - Almoço


14h - O Etanol e o Mercado Energético Global


-Luis Carlos Correa Carvalho, Diretor da Associação Brasileira de Agribusiness (ABAG)


14h45 - Debate


15h - Ganhos de Produtividade e Gestão nas Usinas


-José Luis Olivério, vice-presidente Dedini S/A


15h45 - Debate


16h - Coffee Break


16h20 - Os Produtores e a Internacionalização do Setor


-José Pessoa de Queiroz Bisneto, presidente do grupo JP


-Antonio César Salibe, diretor executivo da UDOP – Usinas e Destilarias do Oeste Paulista


17h40 - Debate


18h - Encerramento


Investimento


-R$ 1.660,00 até dia 4/9

-R$ 1.870,00 após dia 4 /9


*Vagas Limitadas


**Inclusos: os custos de material, coffee break, almoço e estacionamento


Realização

  • InterNews Com.Emp. e Editora

______________

Para concorrer à vaga:


Clique aqui.


INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

TELEFONES


0800-177 707/(11) 3751-3430

e-mail

atendimento@internews.jor.br

ou

Clique aqui

Publicado quinta-feira, 24 de agosto de 2006