sábado, 4 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Entrevista

Não é o momento de plebiscito, diz jurista Dalmo Dallari

Em entrevista à TV Migalhas, o professor emérito da USP fala sobre a crise de representatividade do Legislativo.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

"A meu ver, não é o momento nem de plebiscito nem de referendo", opina o jurista Dalmo Dallari. O professor emérito da Faculdade de Direito da USP, em entrevista à TV Migalhas, afirma que Dilma foi precipitada ao propor um plebiscito para realizar uma reforma política. "A presidente Dilma não tinha bem a informação. Alguém sugeriu e ela passou isso adiante", observa.

Inicialmente, a presidente propôs um plebiscito para convocar uma Assembleia Nacional Constituinte que reformasse o sistema político do país. Após críticas, Dilma descartou a ideia e propôs plebiscito para consultar a população sobre as medidas a serem tomadas para a reforma política.

Ontem, 9, a maioria dos líderes partidários descartou a possibilidade de aprovação de uma reforma política válida para as eleições de 2014. Segundo o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, não há tempo suficiente para a votação das novas regras, já que qualquer mudança no sistema eleitoral deve ser aprovada até um ano antes do pleito - ou seja, até outubro deste ano.

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram