domingo, 17 de outubro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Mais de 78% do eleitorado brasileiro já aderiu à biometria
Biometria

Mais de 78% do eleitorado brasileiro já aderiu à biometria

Previsão é de que todos os eleitores do país sejam identificados pelas digitais até 2022.

sábado, 11 de janeiro de 2020

O cadastro biométrico, que teve início em 2008, já atingiu 78,08% do eleitorado em todo o país, possibilitando a identificação do eleitor brasileiro por meio das impressões digitais. Segundo informações da Justiça Eleitoral, até o momento, treze unidades da Federação já fizeram a revisão biométrica de mais de 99% de seus eleitores. 

t

A revisão biométrica dos eleitores já foi concluída nos estados do Ceará, do Maranhão e do Paraná, conforme cronograma estabelecido pelos respectivos TREs. Apesar disso, ainda não alcançaram mais de 99% do seu eleitorado.

Os eleitores dessas localidades que não participaram da revisão dentro do prazo ainda podem fazer o cadastro da biometria nos cartórios eleitorais. Caso contrário, poderão ter o título cancelado.

Nas unidades da Federação onde a revisão biométrica já foi encerrada, os eleitores já serão identificados pelas impressões digitais, assinatura e foto nas eleições municipais de 2020. A previsão da Justiça Eleitoral é que todo o eleitorado brasileiro esteja cadastrado na biometria até 2022.

Segurança

A adoção da biometria exclui a possibilidade de intervenção humana, uma vez que a urna somente é liberada para votação quando o leitor biométrico identifica as impressões digitais daquele eleitor, através de uma análise das digitais lidas com as armazenadas no banco de dados da Justiça Eleitoral. Ou seja, não é possível uma pessoa se passar por outra no momento da votação, visto que cada indivíduo tem impressões digitais exclusivas.

Informações: TSE.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 13/1/2020 07:13