domingo, 24 de outubro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Médico do grupo de risco da covid-19 consegue afastamento da linha de frente
Pandemia

Médico do grupo de risco da covid-19 consegue afastamento da linha de frente

Para desembargadora, negar o pedido de afastamento do servidor o colocaria em risco.

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Um médico da prefeitura de Itanhaém/SP conseguiu autorização judicial para se afastar da atuação na linha de frente da rede pública de saúde por ser considerado integrante do grupo de risco da covid-19. Decisão foi proferida pela desembargadora Luciane Storel do TRT da 15ª região.

(Imagem: Freepik)

(Imagem: Freepik)

O servidor público acionou a Justiça explicando ser idoso, obeso e diabético e, por isso, estava se expondo ao poder ser contagiado pelo coronavírus no trabalho.

Em primeiro grau, o magistrado não atendeu o pedido do médico de permanecer em trabalho remoto até o final da quarentena. Conforme observou o juiz, no posto de saúde em que ele atuava, não estavam sendo atendidas pessoas com covid-19.

Ao analisar o mandado de segurança do médico, a desembargadora pontuou que não acatar o pedido do servidor de afastamento da linha de frente o coloca em risco e afirmou que ele "deve ser afastado e, no caso de impossibilidade, devem ser mantidos em atividade de gestão, suporte, assistência nas áreas em que não sejam atendidos pacientes com covid-19".

O advogado Davi Teles Marçal atua na causa pelo servidor.

Veja a decisão.

____________

Publicidade

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/11/2020 09:44