terça-feira, 3 de agosto de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. >
  4. DJ Ivis é preso por agressões à ex-mulher
Violência contra a mulher

DJ Ivis é preso por agressões à ex-mulher

A prisão preventiva havia sido solicitada pela Polícia Civil e decretada pela Justiça.

quarta-feira, 14 de julho de 2021

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou em suas redes sociais que Iverson Araújo, o DJ Ivis, foi preso pela agressões à ex-mulher Pamella Holanda. A prisão preventiva foi solicitada pela Polícia Civil e decretada pela Justiça.

"Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido", publicou Camilo.

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter)

O caso DJ Ivis

Na tarde de domingo, 11, Pamella Holanda, ex-mulher de Iverson Araújo, conhecido como DJ Ivis, divulgou em sua rede social vídeos de câmera de segurança nos quais o músico a agredia com socos, chutes, tapas e pontapés. Na maioria dos vídeos, as agressões ocorreram em frente da filha bebê e de outras pessoas.

Tentando justificar o injustificável, o DJ disse em vídeos publicados no Instagram que ele e a ex-companheira não estavam vivendo uma relação saudável há algum tempo e que tentou "fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo". "Muitas pessoas vão me julgar, mas eu não suportava mais isso, eu recebi chantagens, ameaça de morte com a minha filha. Ninguém sabe o que é isso que eu passei."

Ivis publicou, ainda, um Boletim de Ocorrência que teria feito contra a ex-mulher, alegando que Pamella "não admite de forma alguma o fim do relacionamento" e que "a mesma ameaça se jogar do condomínio e sumir com a filha menor".

Na manhã da última segunda-feira, 12, Pamella se pronunciou nas redes sociais e agredeceu o apoio que está recebendo.

"Eu me calei por muito tempo. Eu sofria sozinha com minha filha, sem apoio até dos que diziam estar ali para ajudar, que eram coniventes e presenciaram tudo calados, sem interferir, com a desculpa de que eu tinha que aguentar calada. Não se calem. Não se calem jamais. Eu não vou me calar."

O músico chegou a pedir na Justiça que a ex-mulher fosse impedida de falar sobre as agressões, mas teve o pedido negado pela juíza de Direito Maria José de Sousa Rosado de Alencar, do Plantão Judiciário de Fortaleza/CE.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 15/7/2021 08:24