MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Migalhas Quentes >
  4. Anestesista flagrado em estupro de mulher durante o parto vira réu
Estupro no parto

Anestesista flagrado em estupro de mulher durante o parto vira réu

Apesar de o inquérito do caso ainda não ter sido concluído pela Polícia Civil, o Ministério Público entende que já há elementos suficientes para fazer a denúncia.

Da Redação

sábado, 16 de julho de 2022

Atualizado em 18 de julho de 2022 12:05

O juiz Luís Gustavo Vasques, da 2ª vara Criminal de São João de Meriti/RJ, na Baixada Fluminense, recebeu, nesta sexta-feira, 15, a denúncia do Ministério Público contra o anestesista Giovanni Quintella Bezerra. O médico vai responder como réu pelo crime de estupro de vulnerável contra uma mulher que havia acabado de dar à luz, no centro cirúrgico do Hospital da Mulher Heloneida Studart, na tarde de 10 de julho.

De acordo com a denúncia, o crime foi cometido contra mulher grávida e com violação do dever inerente à profissão. Para preservar e resguardar a imagem da vítima foi decretado sigilo no processo. O crime foi filmado pela equipe de enfermagem que, de posse das gravações, comunicou imediatamente os fatos à chefia do hospital, que acionou a Polícia Civil. No local, os policiais realizaram a prisão em flagrante do denunciado e o conduziram à delegacia.

Em sua decisão, o juiz destaca que a denúncia oferecida pelo Ministério Público preenche os pressupostos legais para o seu recebimento.

"A esse respeito, destaco que a denúncia contém a exposição dos fatos criminosos, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado, a classificação do crime e o rol de testemunhas."

O médico, cuja prisão em flagrante foi convertida em preventiva durante audiência de custódia realizada na última terça-feira, 12, será citado para apresentar defesa no prazo de 10.

 (Imagem: Reprodução/YouTube)

Anestesista flagrado em estupro de mulher durante o parto vira réu.(Imagem: Reprodução/YouTube)

Informações: TJ/RJ

Patrocínio

Patrocínio Migalhas