MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Migalhas Quentes >
  4. OAB solicita abertura de processo ético contra Roberto Jefferson
Ofensa ao Estatuto da Advocacia

OAB solicita abertura de processo ético contra Roberto Jefferson

A instauração do processo será feita pela OAB/RJ, devido a inscrição do advogado na seccional do Rio de Janeiro.

Da Redação

sábado, 22 de outubro de 2022

Atualizado em 24 de outubro de 2022 11:23

Neste sábado, 22, a OAB Nacional enviou ofício à seccional do Rio de Janeiro solicitando a instauração de processo ético-disciplinar contra o advogado Roberto Jefferson por ofensas proferidas contra a ministra Cármen Lúcia. 

O documento, assinado pelo presidente da Ordem, Beto Simonetti, afirma que o advogado violou deveres previstos no Estatuto da Advocacia e da OAB.

A OAB afirmou, ainda, que há necessidade de apuração de crime contra a ministra, que foi atingida não só em seu exercício profissional, mas também como mulher.

No mais, destacou que os fatos protagonizados pelo advogado "não se revestem absolutamente de nenhuma proximidade com o cenário político nacional, mantendo o CFOAB íntegro na pura defesa da Constituição da República, da ordem jurídica do Estado democrático de direito, dos direitos humanos e da justiça social".

Leia a íntegra do ofício.

Entenda 

No vídeo que está circulando, o advogado Roberto Jefferson aparece inconformado com o voto da ministra que puniu a Jovem Pan por declarações ofensivas e distorcidas sobre Lula.

"Fui rever o voto da Bruxa de Blair, da Cármen Lúcifer, na censura prévia à Jovem Pan, olhei de novo, e não dá para acreditar", diz Jefferson.

O chocante conteúdo, entre outras barbaridades, faz comparações inimagináveis e critica a ministra. 

Assista ao vídeo: 

Manifesto de solidariedade

Não só a OAB se manifestou sobre o lamentável vídeo. Nesta manhã, mais de 500 advogadas de todo Brasil divulgaram um manifesto em solidariedade a ministra do TSE. Segundo o documento, os termos usados pelo advogado ferem o dever de urbanidade, bem como configuram postura indigna da advocacia que deve ser punida pelo Tribunal de Ética da OAB. As advogadas Claudia Bernasconi, Daniela Teixeira, Estela Aranha, Janaina Matida, Nildete Santana, Roselle Adriane Soglio e Thayrane Evangelista compõe a organização do grupo. Veja a íntegra do manifesto.

A Ajufe também se manifestou, assim como IAB, ABDCRIM, ABJD, ANADEP, entre outros.  

Patrocínio

Patrocínio Migalhas