Sábado, 25 de outubro de 2014 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Havia(m)-se passado vários anos...?

quarta-feira, 13 de julho de 2011

dúvida do leitor

O leitor José Celso de Camargo Sampaio, envia a seguinte mensagem:

"À seção Gramatigalhas. Li alhures: 'haviam-se passado mais de dois anos...' Teria sido o verbo usado no sentido de 'ter' (teriam passado mais de dois anos...)? ou, por se referir a tempo passado, deveria estar na 3ª pessoa do singular, como verbo impessoal? Gostaria de sua lição, elucidando..."

envie sua dúvida


Havia(m)-se passado vários anos...?

1) Um leitor afirma ter lido "... haviam-se passado mais de dois anos..." e indaga:

I) não deveria estar o verbo no singular, por ser impessoal?;

II) ou vai para o plural, por estar no sentido de ter?

2) Para entender com mais facilidade a questão, vejam-se dois exemplos com verbos em tempos simples:

I) "Passou-se um ano...";

II) "Passaram-se dois anos".

Neles, não há dificuldade maior, já que o sujeito é um ano no primeiro exemplo e dois anos no segundo. Porque o verbo concorda com seu sujeito, a concordância flui com facilidade.

3) Diga-se, em seguida, o exemplo de outro modo: "Tinha-se passado um ano...". A novidade é que, em vez de um tempo simples, tem-se um tempo composto, com o verbo em locução (dois verbos fazendo o papel de um só): tinha-se passado.

4) Quando se tem uma locução verbal, podem-se afirmar os seguintes aspectos:

I) o primeiro verbo é o auxiliar (tinha), e o segundo é o principal (passado);

II) o verbo auxiliar é aquele que se flexiona na locução;

III) o verbo principal é aquele que carrega o sentido da locução;

IV) se o sujeito está no singular (um ano), o verbo – mais especificamente o auxiliar da locução – fica no singular (tinha-se...);

V) se o sujeito está no plural (dois anos), o auxiliar da locução vai para o plural (tinham-se...). Ou seja:

a) "Tinha-se passado um ano...";

b) "Tinham-se passado dois anos..."

5) Ora, quando o verbo ter é empregado como auxiliar em uma locução:

a) quase sempre pode ser ele substituído pelo verbo haver;

b) se o verbo haver é auxiliar da locução, ele se flexiona normalmente, conforme a necessidade. Exs.:

I) "Havia-se passado um ano..." (correto);

II) "Haviam-se passado dois anos..." (correto).

6) Para resumir a hipótese de se ter o verbo haver como auxiliar da locução:

I) não é ele impessoal, mas se flexiona normalmente,

II) nem deve permanecer invariável na terceira pessoa do singular, mas deve concordar com o sujeito da oração.

______

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas.