Quarta-feira, 23 de abril de 2014 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Nós nos divertimos...?

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

dúvida do leitor

A leitora Priscila Corrado Machado Registro envia a seguinte mensagem ao Gramatigalhas:

"Professor José Maria. Sou estudante de Letras e tenho muitas dúvidas. Uma delas é sobre colocação pronominal. Minha professora disse que a frase 'Nós nos divertimos tanto' está errada e que o correto seria dizer 'Divertimo-nos tanto'. Seguindo esse pensamento, a frase 'Eu te amo' também estaria errada? É proibido colocar o pronome oblíquo depois do pronome reto? E se for, então a grande maioria das pessoas fala errado o tempo todo? Consultei várias gramáticas e ninguém comenta o assunto. Aguardo resposta. Obrigada."

envie sua dúvida


Nós nos divertimos...?

1) Uma leitora, do curso de Letras, indaga qual a forma correta quanto à colocação dos pronomes átonos: I) "Nós nos divertimos tanto..."; II) "Divertimo-nos tanto..."

2) Para completar o quadro de dúvidas da leitora, poder-se-ia acrescentar à consulta se também é correto dizer "Nós divertimo-nos tanto..."

3) Em termos conceituais, para os tempos verbais simples, três são as possibilidades genéricas de colocação do pronome pessoal oblíquo átono: antes do verbo (próclise), no meio do verbo (mesóclise) e depois do verbo (ênclise). Exs.: I) "Não te vi na solenidade" (próclise); II) "Encontrar-nos-emos na solenidade" (mesóclise); III) "Vi-te na solenidade" (ênclise).

4) Esclareça-se que o pronome só se põe no meio do verbo quando este está no futuro do presente ou no futuro do pretérito. Como esse não é o caso da consulta, a questão resume-se a saber se se emprega a próclise ou a ênclise.

5) No caso da consulta, fixe-se que se tem um exemplo na ordem direta (sujeito + verbo + complementos), e não há palavra alguma que atraia o pronome para antes do verbo (lembre-se que o pronome pessoal nós, do caso reto, não é palavra atrativa).

6) E, assim, quando se (i) se tem um exemplo na ordem direta, e (ii) não há palavra que atraia o pronome para antes do verbo, é facultativa a colocação do pronome em próclise ou em ênclise.

7) Vejam-se, portanto, os seguintes exemplos, com a indicação de correção ou erronia quanto à colocação dos pronomes, incluindo-se hipóteses em que haja palavra atrativa (de valor negativo): I) "Nós nos divertimos..." (correto); II) "Divertimo-nos..." (correto); III) "Nós divertimo-nos..." (correto); IV) "Nós não nos divertimos..." (correto); V) "Não divertimo-nos..." (errado); VI) "Nós não divertimo-nos..." (errado); VII) "Nos divertimos..." (errado); VIII) "Não nos divertimos..." (correto).

______

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas.