Segunda-feira, 25 de setembro de 2017

ISSN 1983-392X

JBS

Wesley Batista é preso

O executivo é investigado em inquérito sobre manipulação do mercado financeiro.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

A PF prendeu nessa quarta-feira, 13, o irmão do empresário Joesley Batista, o Wesley, também dono da JBS. A ordem foi expedida pela 6ª vara Criminal da JF/SP.

A prisão foi decorrente da a 2ª fase da operação Tendão de Aquiles, denominada acerto de contas. A JBS, seus controladores e outras empresas do grupo são investigados por uso indevido de informações privilegiadas em transações no mercado financeiro ocorridas entre abril e maio de 2017, quando houve a divulgação de informações relacionadas a acordo de colaboração premiada firmado.

Tendão de Aquiles

A 1ª fase da operação foi deflagrada em 9 de junho, quando foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva.

A investigação apura a realização de ordens de venda de ações de emissão da JBS na bolsa de valores, entre 24 de abril e 17 de maio, por sua controladora, a empresa FB Participações S/A, e a compra dessas ações, em mercado, por parte da empresa JBS, manipulando o mercado e fazendo com que seus acionistas absorvessem parte do prejuízo decorrente da baixa das ações.

Além disso, a operação investiga também a intensa compra de contratos de derivativos de dólares entre 28 de abril e 17 de maio por parte da JBS em desacordo com a movimentação usual da empresa, gerando ganhos decorrentes da alta da moeda norte-americana após o dia 17.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva contra os dirigentes das empresas JBS e FB Participações. O irmão de Wesley, Joesley, que já está preso desde domingo, também foi alvo de mandado de prisão expedido pela 6ª vara Federal Criminal de SP nesta mesma ação.

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes