Quinta-feira, 19 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Simplicista ou Simplista?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

dúvida do leitor

O leitor Henrique Silva a seguinte mensagem ao Gramatigalhas:

"Prezado Professor José Maria, um professor sempre insistiu em que o correto é simplicista, e não simplista. Ele está correto?"

envie sua dúvida

1) Um leitor relata que um professor seu sempre insistiu em que o correto é simplicista, e não simplista. E indaga se isso é verdade.

2) Por um lado, realça-se que o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa registra ambas as palavras: simplicista e simplista.

3) Ora, o VOLP é editado pela Academia Brasileira de Letras, entidade esta detém a delegação legal para listar oficialmente os vocábulos existentes em nosso idioma, de modo que não remanesce dúvida alguma quanto à efetiva existência de ambos os vocábulos no vernáculo.

4) Num segundo aspecto, os dicionários dão tais palavras como sinônimas, muito embora registrem que simplicista é forma pouco usada, e atribuem a ambas o significado daquilo que se relaciona com a tendência de considerar apenas uma face ou um aspecto das coisas, ou seja, aquilo que tem a ver com uma simplificação exagerada. Exs.: a) "Essa opinião, sem dúvida, é muito simplicista para a dificuldade do problema" (correto); b) "Essa opinião, sem dúvida, é muito simplista para a dificuldade do problema".

5) Acresce dizer que simplicista, numa segunda acepção, também pode significar aquilo que se refere ao tratamento ou cura por meio de símplices (ou seja, por meio de plantas medicinais em seu estado natural). E, obviamente, nesse sentido simplicismo não é sinônimo de simplismo, nem simplicista tem a mesma acepção de simplista.

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.