Terça-feira, 15 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

A partir de ou Apartir de?

quarta-feira, 7 de março de 2018

dúvida do leitor

A leitora Fabiana Karla Casagrande envia a seguinte dúvida ao Gramatigalhas:

"Bom dia prezado, gostaria de saber quando usamos 'a partir' ou 'apartir'. Muito obrigada."

envie sua dúvida

1) Uma leitora pergunta qual a forma correta da expressão: a partir de ou apartir de.

2) Ora, para uma adequada resposta à leitora, é oportuno encartar a expressão num exemplo concreto e continuar com a indagação: a) "Os preços daquelas peças de roupa estavam uma pechincha: a partir de cinquenta reais"; ou b) "Os preços daquelas peças de roupa estavam uma pechincha: apartir de cinquenta reais"?

3) Se pensarmos em substituir a expressão que causou a dúvida por outra que lhe seja sinônima, a situação há de se resolver com facilidade: a começar de, a contar de, a iniciar de, a principiar de. Com essa substituição, constata-se que a referida locução, em todos os casos, é composta por uma preposição mais um verbo no infinitivo.

4) Depois desse raciocínio, confiram-se as formas da expressão nos exemplos abaixo: a) "Os preços daquelas peças de roupa estavam uma pechincha: a partir de cinquenta reais" (correto); b) "Os preços daquelas peças de roupa estavam uma pechincha: apartir de cinquenta reais" (errado).

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.