domingo, 5 de dezembro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Senador cita Migalhas em parecer de MP que muda regras empresariais
Migalhas Contratuais

Senador cita Migalhas em parecer de MP que muda regras empresariais

O parecer refere-se à MP que extingue sociedade simples gera debate. O texto citado é da coluna Migalhas Contratuais, intitulado "A sociedade simples não deve ser extinta: Graves equívocos no projeto de conversão da MP 1.040/21".

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Em parecer sobre o projeto de lei de conversão da MP que extingue a sociedade simples, o senador Irajá citou coluna de Migalhas para fundamentar seu texto.

O texto citado é intitulado "A sociedade simples não deve ser extinta: Graves equívocos no projeto de conversão da MP 1.040/21", da coluna Migalhas Contratuais, coordenada por Anderson Schreiber, Everilda Brandão, Flávio Tartuce, Gustavo Henrique Baptista Andrade, Pablo Malheiros da Cunha Frota.

O senador Irajá afirma que o texto da coluna explica o ambiente burocratizante que nascerá advindas da extinção da sociedade simples. Eis o trecho citado:

Ora, extinta a sociedade simples, tal como proposto no projeto de conversão, as sociedades de advogados estarão no limbo, excluídas do regime geral, à falta de tipo societário próprio, e impossibilitadas de se enquadrarem na tipologia das sociedades empresárias. Como fica a situação dos sócios de serviço, já que não estão tratados na legislação especial (Lei 8.906/94)?

A distribuição de resultados a essa categoria será reconhecida pelo Fisco, para fins de tributação? E quanto aos regimes tributários especiais, como é o caso daquele previsto no decreto-lei 406/1968, que instituiu tributação diferenciada de ISS para sociedades de profissionais? Associedadesjá constituídas, com sócios de serviço, ainda que possam se abrigar sob o manto do ato jurídico perfeito, poderão admitir novos sócios de serviço? A Administração Tributária reconhecerá o direito adquirido das sociedades constituídas anteriormente ou valerá a máxima pretoriana de que "não existe direito adquirido a regime jurídico"?

(Imagem: Freepik)

(Imagem: Freepik)

Artigo

Nas próximas páginas, o senador também cita um artigo publicado em Migalhas. O texto é escrito pelo civilista Mário Luiz Delgado e é conhecido por "A pandemia e o princípio da presença virtual".

De acordo com Irajá, o texto defende, com razão, a existência do princípio da presença virtual, "segundo a qual a interação remota e instantânea deve ser equiparada à presencial".

MP - Regras empresariais

A MP foi publicada por Bolsonaro em março deste ano, com o objetivo de facilitar abertura de empresas, favorecer o ambiente de negócios e melhorar a posição do Brasil no ranking Doing Business, do Banco Mundial.

Um dos pontos polêmicos é que a MP proíbe a constituição de novas sociedades simples. Estas migrariam para o registro público de empresas.

Entenda a polêmica, clique aqui

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 4/8/2021 12:57