Domingo, 20 de agosto de 2017

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Microssistema, micro-sistema ou microsistema?

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

dúvida do leitor

A leitora Márcia Santos da Silva enviou-nos a seguinte mensagem:

"Necessitando fazer uma pesquisa sobre o CDC, deparei-me com várias formas de escrita da palavra: micro sistema, micro-sistema, microsistema e microssistema. Quero acreditar que a última esteja certa, porque encontrei: microssegundo, microssismo e microssoma nos dicionários que consultei. Muito obrigada!"

envie sua dúvida

1) Anota-se, por primeiro, que a questão do emprego do hífen encontra-se regulamentada em nosso idioma pelo Formulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras, publicado em 1943, até hoje sem alterações oficiais.

2) Esclarece-se, ao depois, que, ao regulamentar a questão, a ABL o fez por delegação legal, de modo que as regras por ela editadas sobre o assunto – independentemente de seu acerto ou desacerto – são a lei em vigor e, portanto, de obrigatória obediência.

3) Observa-se, ainda, que as regras oficiais para o emprego do hífen são 23 ao todo, e são de tal modo complexas, que se torna necessário decorá-las, ou ter sempre à mão material suficiente para dirimir dúvidas.

4) Com essas ponderações, especifica-se que o Formulário Ortográfico, em seu item 45, assim determina: "Só se ligam por hífen os elementos das palavras compostas em que se mantém a noção da composição, isto é, os elementos das palavras compostas que mantêm a sua independência fonética, conservando cada um a sua própria acentuação, porém formando o conjunto perfeita unidade de sentido".

5) No caso, mesmo que se considere micro um elemento de palavra composta, não parece que ele mantenha a noção de composição, com independência fonética.

6) Fixada a premissa de que não se emprega o hífen no caso sob análise, passa-se ao item 22 do Formulário Ortográfico: "Duplicam-se o r e o s todas as vezes que a um elemento de composição terminado em vogal se segue, sem interposição do hífen, palavra começada por uma daquelas letras: albirrosado, arritmia, altíssono, derrogar, prerrogativa, pressentir, ressentimento, sacrossanto, etc."

7) É o que se dá no caso da consulta: micro e sistema se unem sem interposição de hífen, mas micro termina em vogal, e a palavra seguinte principia por s, o que acarreta a necessidade de dobrar tal consoante: assim, microssistema, e não micro sistema, micro-sistema ou microsistema.

8) Aliás, uma atenta leitura ao Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa mostra que vocábulos começados por micro não são escritos com hífen, com exceção daqueles principiados por h, em razão do fato de que, com exceção de lh e nh (e Bahia), não se grafa tal letra no meio de uma palavra: assim, micro-história, mas microanálise, microbiologia, microcâmara, microdecisão, microeconomia, microonda, microônibus, microrregião, microssaia, microssulco.1

__________

1Cf. Academia Brasileira de Letras. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. 4 ed. Rio de Janeiro: Imprinta, 2004, p. 520/522.

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.