Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Advogado comenta sobre a inclusão do parceiro do mesmo sexo como dependente do IR

O advogado Bruno Zanim, do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados Advogados, comenta sobre a inclusão do parceiro homossexual na declaração do IR.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Direitos

Advogado comenta sobre a inclusão do parceiro do mesmo sexo como dependente do IR

O advogado Bruno Zanim, do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados Advogados, comenta sobre a inclusão do parceiro homossexual na declaração do IR.

_____________

Restituição maior do IR com inclusão do parceiro gay

Leão passou a aceitar a união homossexual na declaração a partir de 2006; envio da retificadora poderá render dinheiro extra aos sem débitos

A Receita Federal oficializou a possibilidade de inclusão do parceiro ou parceira do mesmo sexo como dependente na declaração do Imposto de Renda. A medida vai potencializar os valores a restituir do casal que não possui imposto a pagar, como também beneficiará aqueles que poderão deduzir a diferença gerada pela decisão no imposto devido, mas é preciso cuidado, pois a inclusão pode não valer a pena em alguns casos.

Para reivindicar o ajuste de contas dos últimos anos com o Leão será preciso efetivar a declaração retificadora a partir de 2006, conforme estabelece o Parecer 1.503 da PGFN, já publicado no Diário Oficial. De acordo com o comunicado do órgão, o casal precisa ter união estável de pelo menos cinco anos antes de cada ano da declaração retificadora a ser apresentada.

A decisão é resultado de uma consulta feita por uma servidora pública que desejava incluir a companheira, isenta do IR, como sua dependente, segundo informações da Agência Brasil. Com isso, abre-se precedente para outros casais de mesmo sexo na mesma situação.

Regras

O procedimento pode ser efetivado seguindo os mesmos trâmites impostos pela Receita para a declaração do IR. É preciso especificar todos os rendimentos do companheiro ou da companheira, gastos com instrução, além das despesas médicas, por exemplo. Vale ressaltar que, caso o novo dependente tenha entregado a declaração em anos anteriores, não poderá constar nesta situação do casal, assim como não poderá usufruir do benefício aquele que já for dependente de outro contribuinte.

Para atestar se realmente vale a pena colocar o parceiro ou parceira como dependentes, especialistas alertam que é preciso fazer uma simulação da retificadora. De acordo com o advogado tributarista do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados, Bruno Zanim, a medida é válida porque, em alguns casos, o contribuinte pode passar a ter mais imposto a pagar do que a restituir.

“Se ele tiver que pagar, será calculado um novo valor de cada cota, considerando as cotas que esse imposto foi declarado, respeitando um valor mínimo”, explica. “Com a inclusão do parceiro, se os valores pagos forem acima do que o contribuinte pagou no ano que declarou, ele será compensado ou restituído sobre esse montante”.

O contribuinte recebe os juros equivalentes à taxa Selic, atualmente em 10,75% ao ano, tendo como termo inicial o mês subsequente ao do pagamento maior e como termo final o mês anterior ao da restituição ou da compensação, adicionado de 21% no mês de restituição ou compensação.

Saiba que a declaração retificadora pode ser feita pela internet apenas para os anos de 2008, 2009 e 2010. Porém, para efetivar a simulação, será preciso fazer o download dos programas relativos aos anos em que pretende retificar.

___________
___

Fonte: Jornal Cash
___
____________

Leia mais - Notícias

  • 24/8/10 - União entre pessoas do mesmo sexo volta a ser tema de debate em recurso - clique aqui.
  • 10/8/10 - PGFN divulga parecer favorável a inclusão de dependente homoafetivo para efeitos fiscais - clique aqui.
  • 3/8/10 - A legislação brasileira e a união homossexual - clique aqui.
  • 29/7/10 - TJ/AM – Provimento dispõe sobre lavratura de escritura de união estável homoafetiva - clique aqui.
  • 18/5/10 - Presidente de Portugal promulga lei que permite casamento entre pessoas do mesmo sexo - clique aqui.
  • 29/4/10 - TJ/MT autoriza adoção de criança por homossexuais - clique aqui.
  • 28/04/10 - Decisão do STJ permite adoção de crianças por casal homossexual - clique aqui
  • 10/2/10 - STJ reconhece direito de companheiro do mesmo sexo a previdência privada complementar - clique aqui.
  • 1/2/10 - Anencefalia, união homoafetiva e quilombos estão entre os temas previstos para julgamento no 1º semestre do STF – clique aqui.
  • 12/9/08 - TJ/RS nega, por maioria, habilitação de casamento entre homens – clique aqui.
  • 3/9/08 - STJ reconhece possibilidade jurídica de discutir ação sobre união homoafetiva – clique aqui.
  • 1/9/08 - TJ/AC - Reconhecida união homoafetiva – clique aqui.
  • 12/6/08 - IBDFAM apóia parecer da AGU favorável ao reconhecimento da união entre homossexuais como uma família – clique aqui.
  • 31/5/08 - STJ julga direitos de homossexuais sob ótica do Direito de Família – clique aqui.
  • 29/4/08 - Justiça mineira reconhece direito de homossexual de receber pensão por morte do seu companheiro – clique aqui.
  • 22/4/08 - Governo brasileiro concederá visto para companheiros de estrangeiros com uniões homossexuais estáveis – clique aqui.
  • 4/4/08 - Empate no julgamento adia decisão sobre união estável homoafetiva no STJ – clique aqui.
  • 3/4/08 - Reconhecimento de união entre homossexuais sob a ótica do Direito de Família está na pauta de hoje do STJ – clique aqui.
  • 28/3/08 - STJ - Reconhecimento de união estável entre homossexuais volta a julgamento em abril – clique aqui.
  • 8/1/08 - TJ/RS - Reconhecida a união estável durante 25 anos entre duas mulheres – clique aqui.
  • 1/9/07 - TRF da 1º Região - Companheiro homossexual deverá ser incluído como beneficiário de plano de saúde – clique aqui.
  • 23/8/07 - Para advogado, julgamento sobre união estável gay é uma evolução – clique aqui.
  • 14/5/07 - Companheira homossexual receberá pensão de servidora pública – clique aqui.
  • 2/5/07 - Juiz de Belo Horizonte/MG reconhece união homoafetiva para garantir partilha de bens – clique aqui.
  • 6/3/07 - Justiça do RJ reconhece direito de parceiro homossexual receber pensão de servidor municipal – clique aqui.
  • 5/2/07 - TJ/GO - Reconhecida união estável entre homossexuais – clique aqui.
  • 6/7/06 - Minas Gerais: Estado deve incluir casal homossexual em plano de saúde – clique aqui.
  • 6/6/06 - Câmara do TJ/MG não reconhece união estável entre pessoas do mesmo sexo – clique aqui.

Leia mais no Migalhas International

  • 14/7/10 - Argentina Senate to vote on gay marriage - clique aqui.
  • 14/7/10 - Gay-marriage lawsuits escalate - clique aqui.
  • 28/6/10 - Iceland PM Johanna Sigurdardottir weds partner as gay marriage legalized - clique aqui.
  • 7/6/10 - Portugal lesbian couple in nation's first gay marriage - clique aqui.
  • 7/11/09 - Maine voters latest to turn down gay marriage - clique aqui.
  • 25/9/09 - California gay marriage groups launch ballot fight - clique aqui.
  • 10/7/09 - India: Legal gay sex ruling challenged - clique aqui.
  • 17/6/09 - Obama to OK benefits for same-sex partners of federal workers - clique aqui.

Leia mais - Artigos

  • 18/2/10 - A união homossexual - Eudes Quintino de Oliveira Júnior - clique aqui.
  • 14/12/09 - Da relação homo-afetiva e seus reflexos no mundo jurídico - Priscilla Bitar D'Onofrio - clique aqui.
  • 30/1/09 - O PLC 122/2006: a lei da mordaça gay - Paul Medeiros Krause - clique aqui.
  • 30/1/08 - Homofobia e a união socioafetiva - Eudes Quintino de Oliveira Júnior - clique aqui.
  • 14/9/07 - Homofobia, a lei - Wilson Silveira - clique aqui.
  • 13/6/07 - Diferentes, mas iguais: o reconhecimento jurídico das relações homoafetivas no Brasil - Luís Roberto Barroso - clique aqui.
  • 20/7/04 - Homossexualismo e concubinato - Adauto Suannes - clique aqui.

_________________


 


___________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes