Segunda-feira, 14 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Novo membro

STJ define lista tríplice para vaga do ministro Sidnei Beneti

Lista segue para a presidente Dilma Rousseff.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

O pleno do STJ definiu nesta terça-feira, 6, a lista tríplice de candidatos à vaga decorrente da aposentadoria do ministro Sidnei Beneti, em agosto do ano passado.

Concorriam à vaga 40 magistrados estaduais, dos quais foram escolhidos Antonio Saldanha Palheiro (TJ/RJ), com 23 votos, em 1º escrutínio; Nelson Juliano Schaefer Martins (TJ/SC), com 17 votos, também em 1º escrutínio; e José Afrânio Vilela (TJ/MG), com 18 votos, em 2º escrutínio. A lista segue agora para escolha da presidente Dilma Rousseff.

Votação

No 2º escrutínio, José Afrânio concorreu com o presidente do TJ/PE, Frederico Ricardo de Almeida Neves. Frederico obteve 12, dos 30 votos possíveis.

Receberam votos, ainda na primeira deliberação, Denise Oliveira Cezar, do TJ/RS (6 votos); Samuel Meira Brasil Junior, do TJ/ES (6 votos); Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, do TJ/BA (5 votos); Carlos Alberto França, do TJ/GO (3 votos); Arnoldo Camanho de Assis, do TJ/DF (2 votos); José Carlos Paes, do TJ/RJ (1 voto); Carlos Henrique Abrão, do TJ/SP (1 voto); e Ivan Ricardo Garisio Sartori, do TJ/SP (1 voto).

Conheça os magistrados escolhidos.

Desembargador

TJ

Currículo

Antonio Saldanha Palheiro

RJ

Formado pela PUC/Rio (Turma de 1975), é mestre em Direito pela mesma instituição. Ingressou na magistratura em 1988 e tomou posse, em 2003, como desembargador do TJ/RJ, no qual compõe hoje a 5ª câmara Cível. Presidente da Comissão de Políticas Institucionais para Eficiência Operacional do TJ.

Nelson Juliano Schaefer Martins

SC

Natural de Tubarão/SC, iniciou na magistratura catarinense em 1981, promovido a juiz de Direito com atuação em Seara, em 1983. Em 1997, foi promovido ao cargo de juiz de Direito substituto de 2º grau e, em 2001, por merecimento, tornou-se desembargador.

José Afrânio Vilela

MG

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia/MG, ingressou na magistratura mineira em 1989, foi juiz Superintendente de Planejamento e Administração do Tribunal de Alçada de Minas Gerais (2004/05) e empossado desembargador do TJ/MG em 2005.

Fonte: Migalhas

leia mais

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes