Fernanda Glezer Szpiz

Fernanda Glezer Szpiz

Migalheira desde abril/2020.
Plano deve garantir atendimento em hospital não credenciado a paciente
Migalhas Quentes
4/3/2021

Plano deve garantir atendimento em hospital não credenciado a paciente

... alienação da carteira pelo antigo plano. Para Léo Rosenbaum e Fernanda Glezer Szpiz, sócios do Rosenbaum Advogados Associados, escritório especializado no Direito à saúde, e patronos da paciente, decisões como essa “são essenciais para garantir que o beneficiário de plano de saúde seja protegido das abusividades que por vezes são praticadas pelos planos de saúde, que podem vir a colocar os beneficiários em extrema desvantagem ou até mesmo em situações de risco de vida”. Processo: 1033720-34.2020.8.26.0100 Leia o acórdão.  ----------
MIGALHAS nº 5.042
Informativo Migalhas
17/2/2021

MIGALHAS nº 5.042

... saúde - Reajuste De acordo com os advogados Léo Rosenbaum e Fernanda Glezer Szpiz, sócios do escritório Rosenbaum Advogados Associados, houve um aumento expressivo na mensalidade dos planos de saúde coletivos em 2021. Sobre o tema, os especialistas respondem perguntas quanto à abusividade do reajuste. (Clique aqui) Concurso público Candidato ao cargo de sargento das Forças Armadas com 25 anos no momento da incorporação poderá seguir no certame. A idade máxima permitida seria 24 anos, porém o juiz Federal substituto Frederico Botelho de Barros Viana, da 4ª vara do TRF-1, adotou entendimento que a idade...
Advogados explicam abusividade em reajuste de planos coletivos
Migalhas Quentes
16/2/2021

Advogados explicam abusividade em reajuste de planos coletivos

...s casos a majoração é abusiva, os advogados Léo Rosenbaum e Fernanda Glezer Szpiz, sócios do escritório Rosenbaum Advogados Associados, respondem perguntas acerca do tema. De acordo com os advogados, o aumentos das mensalidades dos planos de saúde coletivos por adesão, que são aqueles ligados a alguma entidade de classe e contratado através de grandes administradoras, não tem a regulamentação da ANS, nem mesmo da lei 9.656/98, dos Planos de Saúde. Assim, anualmente, as operadoras de saúde em conjunto com as entidades de classe e com as administradoras de planos de saúde coletivos por adesão, negociam...
Justiça bloqueia valores de plano de saúde referente a internação fora da rede credenciada
Migalhas Quentes
15/1/2021

Justiça bloqueia valores de plano de saúde referente a internação fora da rede credenciada

...o nos órgãos de proteção ao crédito.” Para Leo Rosenbaum e Fernanda Glezer Szpiz, advogados da idosa e sócios do escritório Rosenbaum Advogados Associados, apesar do precedente do caso em que houve uma liminar para garantir a internação em hospital fora da rede de cobertura, “trata-se de uma exceção, onde foi devidamente comprovada a falta de atendimento pelo plano de saúde, pois estamos em época de pandemia e houve urgência no novo atendimento em virtude de suspeita de meningite com internação em UTI, sendo caso de risco de vida, que garantiu a concessão da liminar". {INNER_BANNER_AREA} Processo: 1109318-91.2020.8.26.0100 Leia...
MIGALHAS nº 4.949
Informativo Migalhas
1/10/2020

MIGALHAS nº 4.949

...o específico a paciente que ficou internada com covid-19. A advogada Fernanda Glezer Szpiz, do escritório Rosenbaum Advogados Associados, representou a paciente. (Clique aqui) Colação de grau Aluno de medicina consegue antecipar colação de grau em razão da pandemia. Ao decidir, desembargadora do TRF da 1ª região considerou portaria do ministério da Educação que permite a antecipação caso o estudante tenha completado 75% da carga horária do curso. (Clique aqui) Período de carência TJ/SP determinou que operadora de plano de saúde autorize a internação de urgência de uma paciente cujo contrato se encontrava...
Plano de saúde deve custear tratamento de paciente com covid-19
Migalhas Quentes
30/9/2020

Plano de saúde deve custear tratamento de paciente com covid-19

... homologado pela juíza. Defesa Para a advogada da paciente, Fernanda Glezer Szpiz, especialista em Direito à Saúde e Consumidor do escritório Rosenbaum Advogados Associados, a decisão visa proteger os direitos do beneficiário do plano de saúde de ter o melhor tratamento para o seu caso. Ademais, destaca, "é sabido que não existe um consenso sobre os medicamentos capazes de combater o covid-19, de forma que qualquer medicamento utilizado poderia ser considerado experimental (ou off label)". "Os Tribunais vêm entendendo que cabe aos médicos responsáveis pelo paciente determinar o melhor tratamento e que,...