sexta-feira, 18 de setembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

PGFN prorroga atos de cobrança até 30 de junho

O atendimento aos contribuintes devem ser mantidos, preferencialmente, de forma telepresencial, de modo que o deslocamento físico dos contribuintes e advogados às unidades da PGFN, somente deverá ocorrer quando estritamente necessário e após prévio agendamento pelo canal telepresencial.

t

No dia 4 de junho de 2020 foi publicada a portaria 13.338/2020 da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional ("PGFN"), que prorrogou até o dia 30 de junho de 2020, a suspensão temporária dos atos de cobrança de débitos tributários em virtude da pandemia do covid-19.

A aludida portaria prorrogou os prazos estabelecidos na portaria 7.821/2020, em especial:

  • para impugnação e recurso de decisão proferida no âmbito do Procedimento Administrativo de Reconhecimento de Responsabilidade - PARR, previstos, respectivamente, nos artigos. 3º e 6º da portaria PGFN 948, de 15 de setembro de 2017;
  • para apresentação de manifestação de inconformidade e recurso contra a decisão que a apreciar no âmbito do processo de exclusão do Programa Especial de Regularização Tributária - Pert, previstos no artigo 18 da portaria PGFN 690, de 29 de junho de 2017;
  • para oferta antecipada de garantia em execução fiscal, o prazo apresentação de Pedido de Revisão de Dívida Inscrita - PRDI e o prazo para recurso contra a decisão que o indeferir, previstos, respectivamente, no artigo 6º, inciso II, e no artigo 20 da portaria PGFN 33, de 8 de fevereiro de 2018;
  • para apresentação a protesto de certidões de dívida ativa;
  • para o início de procedimentos de exclusão de contribuintes de parcelamentos administrados pela PGFN em razão de inadimplência de parcelas; e
  • para Instauração de novos Procedimentos Administrativos de Reconhecimento de Responsabilidade - PARR.

Importante destacar que as parcelas relativas aos programas de parcelamentos administrados pela Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil ("RFB") e pela PGFN, referentes aos meses de maio, junho e julho, que tiveram suas datas de vencimento prorrogadas para agosto, outubro e dezembro de 2020, respectivamente, em razão do quanto disposto na portaria 201 do Ministério da Economia, não serão consideradas como parcelas em atraso para fins de instauração de processo de exclusão desde que adimplidas até os novos vencimentos. 

O atendimento aos contribuintes devem ser mantidos, preferencialmente, de forma telepresencial (telefone, endereço eletrônico (e-mail) ou canais de videoconferência disponíveis na Internet), de modo que o deslocamento físico dos contribuintes e advogados às unidades da PGFN, somente deverá ocorrer quando estritamente necessário e após prévio agendamento pelo canal telepresencial.

__________

t*Sylvio Fernando Paes de Barros Jr. é sócio do escritório Araújo e Policastro Advogados.






t*Fernanda Botinha Nascimento é associada do escritório Araújo e Policastro Advogados.






t*Gabriel da Costa Manita é associado do escritório Araújo e Policastro Advogados.






t*Helena Soriani é associada do escritório Araújo e Policastro Advogados.



Atualizado em: 18/6/2020 08:06

Compartilhar

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

É Autor Migalhas? Faça seu login aqui

AUTORES MIGALHAS

Nina Diniz

Nina Diniz

Migalheira desde 2020

Luciano Burti Maldonado

Luciano Burti Maldonado

Migalheiro desde 2014

Claudio Luiz Miranda

Claudio Luiz Miranda

Migalheiro desde 2020

Beatriz Bispo

Beatriz Bispo

Migalheira desde 2020

Laís Lopes

Laís Lopes

Migalheira desde 2020

Júlia Scartezini

Júlia Scartezini

Migalheira desde 2020