Migalhas

Segunda-feira, 6 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

MIGALHAS nº 4.807

Terça-feira, 10 de março de 2020 - Migalhas nº 4.807.
Fechamento às 11h16.

 

Registro

Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Apoiador:

  • LUC Advogados

(Clique aqui)

 

"As grandes enfermidades não se curam, senão com grandes remédios."

Padre Antônio Vieira

Coronavírus - Teste compulsório

A juíza de Direito Raquel Mundim Moraes Oliveira Barbosa, da 8ª vara da Fazenda Pública do DF, determinou que advogado se submeta a exames laboratoriais para verificar sua sorologia em relação ao coronavírus. O homem é marido de uma paciente que está internada com o covid-19 e tem se recusado a fazer os testes. A magistrada ainda determinou o seu isolamento domiciliar, sob pena de multa. (Clique aqui)

O que diz a lei

A lei 13.979/20, que estabelece medidas de enfrentamento do novo coronavírus no país, em seu art. 3º determina a realização compulsória de exames médicos e testes laboratoriais. Veja a íntegra, clique aqui.

Questão de saúde

A compulsoriedade do exame do coronavírus lembra a obrigatoriedade da vacina contra a febre amarela, no início do século XX, que inscreveu o nome de Oswaldo Cruz na história brasileira. Vejamos artigo de Sérgio Roxo, narrando estes fatos, publicado há uma década neste vibrante matutino. (Clique aqui)

Drauzio Varella vira alvo

No programa Fantástico, da Globo, o médico Drauzio Varella apresentou reportagem contando o caso de transexuais presas. O médico estava preocupado com as condições do cumprimento da pena, e não com o crime que as levou lá. O fato é que tendo descoberto o motivo da prisão de uma entrevistada - estupro e assassinato de um menor -, o ministro da Educação e o presidente da República foram para a rede social para criticar o médico e a emissora. Conseguiram virar Trending Topics. (Clique aqui)

 

Circuit breaker

Ontem, o dólar abriu o dia negociado em R$ 4,77 e fechou em R$ 4,72. O novo recorde levou a Bolsa de Valores a acionar o "circuit breaker" (mecanismo automático de suspensão por 30 minutos, quando a queda atinge 10%). O sistema havia sido utilizado há 3 anos, no chamado Joesley Day. Confira outros episódios em que o instrumento precisou ser utilizado, clique aqui.

Triste realidade do aqui e agora – Editorial migalheiro

Ontem, instados sobre a crise econômica mundial, os ministros tupiniquins disseram que era boa oportunidade para aprovar reformas. Boa oportunidade para quem, cara pálida? Mais uma vez, coloca-se nas costas do Congresso o problema que é de execução. Com efeito, é nas torneiras das burras governamentais, com juízo e parcimônia, que está a saída para fomentar a economia.

E, de fato, não adianta vender sonho. Dizia-se nas votações da reforma da Previdência, por exemplo, que tão logo aprovado o texto o país iria decolar. Isso não aconteceria, como não aconteceu. E antes mesmo do coronavírus surgir, o quarto trimestre de 2019 foi um retumbante fracasso.

Por quê?

A questão é simples: não se tem confiança. Façamos um simples raciocínio. Você tem dois amigos lhe pedindo dinheiro: um que tem uma pequena empresa, arrumadinha, mas ele não é de confiança alguma, um doidivanas; outro tem a empresa um pouco bagunçada, desorganizada, mas é de extrema confiança, e você acredita que ele, se preciso, irá passar por dificuldades para honrar a dívida. Para quem você empresta? É simples assim.

Confiança é tudo na hora de investir. Por isso, a equipe econômica quer sempre colocar nas costas de Rodrigo Maia os problemas, porque ele granjeou respeito e confiança dos empresários. Ocorre, no entanto, que ele não é o Executivo. As reformas são algo para o futuro. O presente, o hoje, é responsabilidade do governo.

E hoje, é forçoso convir, estamos à deriva, lutando para não soçobrar.

(Clique aqui)

 

Magistrados nas redes sociais

Ministro Gilmar Mendes negou seguimento ao MS 36.875, impetrado pela Anamatra, contra regras do CNJ sobre uso de redes sociais por magistrados. (Clique aqui)

Magistrados nas redes sociais - II

É desnecessária normativa do CNJ sobre uso de redes sociais por magistrados. Assim acredita o advogado e professor Marcio Pestana (Pestana e Villasbôas Arruda Advogados), presidente da comissão de estudos sobre política e mídias sociais do IASP. Pestana destaca que o tema já está contemplado na lei da magistratura. Ao abordar avanços tecnológicos, afirma que estamos diante de um fenômeno que impacta toda a realidade mundial, em um movimento de reposicionamento para o convívio com a mídia social. Assista à entrevista. (Clique aqui)

Comprovação de feriado local

Mais uma vez a Corte Especial do STJ voltará a debater a comprovação de feriado local notório não previsto em lei Federal. A 4ª turma resolveu hoje afetar caso para o colegiado, acolhendo proposta do ministro Luis Felipe Salomão. No julgamento do feriado da segunda-feira de Carnaval, a tese vencedora de Salomão previu a modulação dos efeitos para que, em recursos anteriores à decisão, a comprovação possa ser feita após interposição. Porém, via questão de ordem da ministra Nancy Andrighi - rejeitada por Salomão -, a Corte resolveu que a modulação restringia-se ao feriado de segunda-feira de Carnaval e não se aplicava aos demais feriados. Salomão vai tentar, agora, a "desmodulação". Saiba mais, clique aqui.

Profecia

Em 22 de janeiro, dizíamos que a francana Regina Duarte era um ótimo nome para a Cultura (Migalhas 4.775). Comentávamos que ela é do meio, ligada à cultura, com amigos nas artes. Por isso mesmo, predizíamos, "tem tudo para dar errado diante de um governo que quer impor seu conceito de arte". Por fim, afirmávamos que se aceitasse o cargo seria uma "séria candidata a engrossar o rol dos bolsonaristas arrependidos". Ontem, ao ver uma nomeação ser desfeita no DOU, a Viúva Porcina percebeu que o Sinhozinho Malta está ali, a balançar suas pulseiras de ouro. Vejamos se no final desta novela real, o epílogo será o mesmo da ficção, onde ela termina bem com o capitão.

Ofensa sexual - Jornalista

A jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, ingressou com pedido de indenização por danos morais contra Bolsonaro após insinuação de cunho sexual. Em entrevista coletiva durante a saída do Palácio da Alvorada, o presidente da República disse, referindo-se à repórter: "queria dar um furo contra mim". As risadas que se seguiram provam que havia um trocadilho maledicente na frase. E a insinuação era a repetição de ofensa feita em depoimento na CPMI das fake news por ex-funcionário de empresa de marketing digital que trabalhou na campanha eleitoral de 2018. O depoente também foi processado pela repórter. (Clique aqui)

Condenação por racismo

Dois homens foram condenados pelos crimes de racismo e injúria racial contra a jornalista Maju Coutinho, da Rede Globo. Os réus também foram condenados por corrupção de menores, por terem induzido três adolescentes à prática do mesmo crime. A decisão é do juiz de Direito Eduardo Pereira dos Santos Júnior, da 5ª vara Criminal de SP. (Clique aqui)

OIT – Reforma trabalhista

A Comissão de Peritos em Aplicação de Normas Internacionais da OIT concluiu que o governo brasileiro deve tomar medidas efetivas para garantir o amplo direito à negociação coletiva. Em relatório do Órgão, a Comissão analisou a aplicação de dispositivos da reforma trabalhista e fez solicitações ao governo, dentre elas: medidas que coíbam atos antissindicais e medidas para facilitar a negociação coletiva dos trabalhadores autônomos. (Clique aqui)

Justiça gratuita

Declaração pessoal de pobreza é suficiente para garantir justiça gratuita a bancário. A ação foi ajuizada na vigência da reforma trabalhista e confirmada pela 2ª turma do TST. Para os ministros, basta a declaração do empregado de que não teria condições financeiras de arcar com as despesas do processo para comprovar sua condição de hipossuficiente. (Clique aqui)

 

Justiça Eleitoral em xeque?

Mundo dos negócios pegando fogo, e o presidente da República, em Miami, coloca em xeque as últimas eleições brasileiras. O presidente diz ter provas de que houve fraude nas eleições presidenciais. Assista. (Clique aqui)

Tipificação presidencial – Editorial migalheiro

Falando com empresários, o presidente Bolsonaro disse ter provas de que houve fraude na eleição presidencial na qual foi eleito. Segundo ele, a vitória teria sido no primeiro turno.

A declaração, que poderia ser mais uma das conhecidas bravatas presidenciais, chama atenção por vários motivos. Selecionamos três para expor rapidamente.

Primeiro – O local onde foi feita: em outro país. S. Exa. sai do solo pátrio e, nos EUA, coloca em dúvida o Judiciário brasileiro. O que ele acha que pensará o investidor ao ouvir isso do presidente? Certamente que se trata de uma república das bananas, no melhor dos estereótipos das pseudodemocracias sul-americanas. Hollywood adora isso. Os investidores, no entanto, fogem.

Segundo – O presidente, deliberadamente, vai colocando em xeque as instituições, criando um clima de constante belicosidade no país, talvez esperando uma brecha para ocupar espaços. Com isso, tenta na verdade afastar a população da pauta econômica, que pelos resultados pífios o engoliria. Uma artimanha engendrada com dose de psicopatia, pois cria uma realidade paralela para entreter a patuleia.

Terceiro – Como bem sabem os leitores, derrama-se o Direito por várias vertentes das relações humanas. Nenhuma, no entanto, ombreia-se à importância política de velar pela legitimidade da captação da vontade do povo quando indica seus governantes. Jovens, os migalheiros desconhecem que nem sempre entre nós as eleições fluíam com a segurança e paz de nossos tempos. Até 1930, as eleições eram presididas pelo poder político local, a propiciar a perpetuação das lideranças de toda e qualquer forma, até as mais imorais e ilícitas. Campeavam as fraudes, os mortos votavam e os eleitores eram contidos nos currais urbanos dos chefes políticos. Absolutamente diferente é o panorama eleitoral atual. Hoje reina a democracia, apesar dos defeitos e das fake news. E a Justiça Eleitoral brasileira é um modelo de excelência. Por estas e outras, nosso desagravo migalheiro a todos os servidores da Justiça eleitoral, desde os circunstanciais, como mesários e escrutinadores, até os cartorários, juízes, promotores e ministros.

Enfim, quando o presidente da República coloca em dúvida a lisura do pleito, o que ele está a fazer é "opor-se diretamente e por fatos ao livre exercício do Poder Judiciário". E para isso há remédio. Consulte-se o art. 6º, item 5, da lei 1.079/50.

(Clique aqui)

 

Penhora online - Abuso de autoridade

Em decisão monocrática, o desembargador Diácono Delintro Belo de Almeida Filho, do TJ/GO, reformou sentença de juíza que impediu penhora online por receio da lei de abuso de autoridade. Para o desembargador, embora o BacenJud seja invasivo às partes, ele traz resultados mais eficazes e céleres e não há que se falar em abuso de autoridade neste caso. (Clique aqui)

Certidão de natimorto

Justiça de PE determina que cartório registre natimorto com nome escolhido pela família. (Clique aqui)

Servidor público

Servidora do INSS consegue transferência de agência para acompanhar companheiro. Magistrado do DF aplicou interpretação ampliativa do conceito de servidor público. (Clique aqui)

Trade Dress

Embalagem dos biscoitos "Futurinhos Black" não ofende trade dress da marca Oreo. Assim constatou a 6ª câmara Cível do TJ/PR. Colegiado afirmou que elementos comuns não configuram, por si só, concorrência desleal, destacando que, no caso, há um padrão de mercado, com embalagens semelhantes para biscoitos de cor preta e recheio branco. (Clique aqui)

Domínio

Centro de Solução de Disputas, Mediação e Arbitragem em Propriedade Intelectual determinou que nomes de domínios de site envolvendo o youtuber Luccas Neto sejam transferidos para a empresa do artista. Foi verificado que os nomes de domínio do empresário eram utilizados de forma não autorizada, sendo, inclusive, constatada má-fé. O escritório Ribeiro da Luz Advogados atuou pelo youtuber. (Clique aqui)

Novo Apoiador

Dedicado exclusivamente ao contencioso e à arbitragem, LUC Advogados é liderado por Luciano Godoy e Ricardo Zamariola, experientes advogados que atuam juntos há mais de quatro anos. Com unidades em SP e Brasília, o escritório é composto por uma equipe altamente qualificada e totalmente focada em disputas complexas, expertise que ambos os sócios são amplamente reconhecidos e renomados. Clique aqui e conheça o novo Apoiador do Migalhas.

 

Eventos

"Nova Lei de Franquia - Aspectos práticos da lei 13.966/19", dia 11 de março, em SP. (Clique aqui)

"Atualidades do Direito Imobiliário e os Desafios para a Retomada", dia 16 de março, em SP. (Clique aqui)

"LGPD para além da adequação: accountability na era da privacidade de dados", dia 23 de março, em SP. (Clique aqui)

"Desafios do Saneamento no Brasil - Novo Marco Regulatório", dia 6 de abril, em SP. (Clique aqui)

 

Apoiadores Migalhas

Veja e seja visto na maior vitrine do mundo jurídico!

Clique aqui.

 

Acordo de não persecução cível

O advogado Fábio Medina Osório (Medina Osório Advogados) entende que a inovação da não persecução cível tem por escopo melhorar o procedimento apuratório dos atos de improbidade administrativa e empresarial, tornando-o mais célere e eficaz. "A positivação da transação na lei 8.429/92, com reflexos na lei 12.846/13, além de conferir incontestável segurança jurídica ao jurisdicionado, permitirá que esquemas deletérios ao erário sejam descobertos, medida que, em última instância, caminha na contramão da impunidade." (Clique aqui)

Contribuição previdenciária

Fábio Pallaretti Calcini e Thiago Strapasson (Brasil Salomão e Matthes advocacia) discutem se dentro da base de incidência das contribuições previdenciárias deve ser excluído o montante descontado dos empregados a título de vale transporte, vale alimentação e convênio médico e odontológico, ou seja, se a base de cálculo das contribuições previdenciárias se faz sobre o salário bruto ou o líquido. (Clique aqui)

Isenção de síndicos - IR

O STJ recentemente decidiu que a atividade de síndico, quando retribuída por meio de isenção de quota condominial, não está sujeita ao IR. Felipe Baida Garófalo (LTSA Advogados) ressalta que apesar de a decisão ser vista com empolgação pelos condomínios, é preciso ainda ter cautela. (Clique aqui)

German Report

O Tribunal Administrativo de Münster, Alemanha, proferiu interessante julgado reforçando o direito fundamental de reunião dos cidadãos e a proteção de dados pessoais ao julgar ilegal a divulgação em mídias sociais de fotos de pessoas em passeatas públicas. A advogada Karina Nunes Fritz detalha o caso. (Clique aqui)

 

Compramos seu precatório!

https://precatorios.migalhas.com.br

 

WhatsApp Migalhas

Receba notícias direto no seu celular.

Clique aqui para se cadastrar.

 
  • Migalhas mundo

Vírus em Wall Street

O órgão regulador dos EUA anunciou que não aplicará, temporariamente, algumas regras para permitir que milhares de corretores operem de casa por temores ao coronavírus. (MI -clique aqui)

Emergência

Gabinete do governo japonês aprovou PL que permitirá ao primeiro-ministro Shinzo Abe declarar estado de emergência para impedir a propagação do novo coronavírus. (MI -clique aqui)

Dívida

Juiz de Nova York congelou ativos do gerente de fundos de hedge Philip Falcone e seu fundo Harbinger Offshore por não pagar milhões em honorários advocatícios. (MI -clique aqui)

 

Pique-pique

Aos aniversariantes migalheiros do dia, enviamos nosso abraço. E o fazemos em nome do ilustre ministro Antonio Carlos Ferreira, do STJ, que assiste hoje às comemorações de seu aniversário. (Compartilhe)

Novo sócio

O advogado Igor Ghirardello Tambucci é o mais novo sócio de NHMF - Nogueira, Haret, Melo, Maroli & Fonseca Advogados. Ele atuará nas áreas societária, M&A, contratos e gestão de patrimônio. (Clique aqui)

De peso

"STJ e o CPC/2015: Recursos Típicos e Ações Originárias", livro coordenado por Fabiana Favreto e Renato Cesar Guedes Grilo, reúne a expertise de uma dezena de autores sobre os principais assuntos recursais relativos à jurisdição do Tribunal da Cidadania. O livro é imprescindível para todos que pretendem compreender a fundo as particularidades que caracterizam a atuação do maior Tribunal Superior do país. Adquira já seu exemplar na Livraria Migalhas e aproveite que até o dia 12/3 tem desconto ao utilizar o cupom "#25MULHER". (Clique aqui)

Baú migalheiro

Há 136 anos, no dia 10 de março de 1884, morreu Bernardo Guimarães, escritor brasileiro conhecido pelo livro "A Escrava Isaura". Sua obra mais aceita pela crítica foi "O Seminarista", no qual questiona o celibato dos padres. Foi juiz municipal, jornalista e professor. (Compartilhe)
 

 

Apoiadores

Clique aqui para conhecer os festejados Apoiadores de Migalhas

 

Sorteio

"Instituições de Direito Público e Privado" (Atlas – 272p.), obra de Marcelo Grillo, sintetiza o Direito nacional com uma linguagem didática, objetiva e crítica. Um manual de Direito que se espraia por todas as áreas do conhecimento jurídico. Concorra ao exemplar ofertado pelo autor. (Clique aqui)

Lançamentos

A "Coleção Esquematizado" da Saraiva Jur foi atualizada. As novas edições de Carlos Roberto Gonçalves e coordenadas por Pedro Lenza contêm esquemas e quadros que facilitam o entendimento e ajudam a fixar a matéria de forma rápida e leve. Confira a 10ª edição de "Direito Civil Esquematizado 1" (clique aqui) e a 7ª edição de "Direito Civil Esquematizado 3" (clique aqui).

Será lançada, no próximo dia 17, a obra "Lei de Liberdade Econômica e seus Impactos no Direito Brasileiro", coordenada pelos ministros Luis Felipe Salomão e Ricardo Villas Bôas Cueva e pela advogada Ana Frazão. O evento será em Brasília, no Espaço Cultural do STJ, às 18h30. (Clique aqui)

Migalhíssimas

O advogado Fernando Abdala, do escritório Abdala Advogados e presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB/DF, participará como palestrante, na Comissão Especial das Startups, de uma audiência pública hoje, às 15h, na Câmara dos Deputados, em Brasília, para debater o PLP 146/19 (clique aqui), especialmente sobre "Aspectos trabalhistas e relações de colaboração; medidas regulatórias para novas relações de trabalho e colaboração". (Clique aqui)

Filipe Fonteles Cabral, sócio de Dannemann Siemsen, palestra hoje no seminário "Negocios Digitales, La Nueva Fronteira", promovido pela Associação Interamericana de Propriedade Intelectual (ASIPI), em Montevidéu. Ele estará no painel "Como as celebridades protegem seus direitos digitais?". O evento, que teve início dia 8/3, contou com a abertura da sócia Elisabeth Siemsen do Amaral, atual presidente da Associação. Participam também as sócias Roberta Calazans, Roberta de Magalhães Fonteles Cabral e Monique Rodrigues Teixeira.

A advogada Samantha Mendes Longo, sócia de Wald, Antunes, Vita, Longo e Blattner Advogados, palestrará, dia 12/3, às 15h30, no "Congresso Internacional de Insolvência". Ela irá contar sua experiência como administradora judicial do emblemático caso do Grupo Oi. O evento é promovido pelo International Women´s Insolvency & Restructuring Confederation Brazil (IWIRC- Brazil), TJ/RJ, ESA/RJ e OAB/RJ. Samantha é também a única representante feminina no grupo de Recuperação Judicial do CNJ. (Clique aqui)

André Mendes Moreira, do escritório Sacha Calmon - Misabel Derzi Consultores e Advogados, é um dos palestrantes confirmados para o "4º Seminário de Direito Tributário da Fecomércio MG – Impactos, Oportunidades e Desafios para os Contribuintes em 2020". O evento acontece dia 13/3, em BH. Misabel Derzi e Valter Lobato, também da banca, também participam do evento. (Clique aqui)

Dia 19/3, Fábio Medina (Osório Medina Osório Advogados) proferirá a palestra "Infrações e sanções administrativas na ambiência regulatória", durante a "Reunião da Câmara Técnica de Assuntos Jurídicos e Institucionais, Governança e Controle Social", da ABAR, que acontece de 18 a 20/3, em Brasília. (Clique aqui)

Osmar Paixão Côrtes, da Paixão Côrtes e Advogados Associados, proferirá palestra sobre processos estruturais, durante o "Congresso de Direito Processual Civil", da OAB/DF. Dia 19/3, na sede da Ordem, em Brasília.

A advogada Elaine Cristine Zordan Keller, sócia da Keller Sociedade | Advocacia, promove o curso "Fundamentos da Lei Geral de Proteção de Dados com certificação da Exin (ExinPrivacyand Data Protect)". As aulas vão possibilitar a compreensão da proteção de dados e uma visão dos requisitos legais da GDPR e LGPD para estudantes de direito, advogados e profissionais de TI. O curso será realizado de 13 a 16/4 e de 22 a 24/4, das 19 às 22h, na FADISP, em SP. Desconto de 10% nas aulas para os migalheiros. Basta colocar o código promocional "10migalhas". (Clique aqui)

Sócio de Szazi, Bechara, Storto, Reicher e Figueirêdo Lopes Advogados, Eduardo Szazi (doutor em Direito pela Universidade de Leiden) foi convidado para atuar como avaliador dos memoriais preparados pelos times brasileiros (Brazilian National Rounds) que estão participando do ICC Moot Court Competition, organizado pelo Grotius Centre for International Legal Studies, da Universidade de Leiden. O ICC Moot Court Competition acontece de 7 a 12/6 e reúne anualmente, na Haia, universidades de todo mundo em uma simulação de processos no TPI, com o propósito de apoiar a formação de advogados internacionalistas. (Clique aqui)

Ontem, o TRF 3ª região realizou cerimônia em homenagem às mulheres precursoras no Judiciário e nas funções essenciais da Justiça. Ana Maria Goffi Flaquer Scartezzini, sócia do Goffi Scartezzini Advogados Associados, foi homenageada como 1ª juíza Federal e desembargadora nos primórdios do Tribunal.

Os diretores da Vamos Parcelar receberam, no último dia 5, o diplomata israelense Yossi Shelley para um café da manhã. Na ocasião, o embaixador pôde conhecer a matriz da empresa, a tecnologia utilizada pela fintech e os diferenciais que a Vamos Parcelar oferece em seu dia a dia. O CEO, Pedro Rosa, fez simulações com o diplomata e falaram sobre os desafios de desenvolver soluções de mobilidade urbana que atendam a todos os brasileiros, sejam bancarizados ou não. Para o partner da fintech, Leandro Daroit, poder compartilhar valores e culturas mostra que estamos em um momento de evolução no país.

Prática Processual Tributária

De 11 a 16/3, o IbiJus – Instituto Brasileiro de Direito promove o "Ciclo de Palestras: Desafios Iniciais da Prática Processual Tributária" gratuito e online. Inscreva-se! (Clique aqui)

Direito Médico

Inaugurando os eventos na área de Direito em 2020, a Universidade Santo Amaro – Unisa promove o encontro "Direito Médico: Aspectos Deontológicos, Cíveis, Criminais e Administrativos", dia 16/3, no auditório do Campus Metrô Adolfo Pinheiro, em Santo Amaro. (Clique aqui)

Produtividade

A Radar - Gestão para Advogados promove o curso online "Ferramentas Para Aumentar a Produtividade do Seu Escritório em 2020". Conheça as ferramentas e as melhores práticas de gestão para aprimorar os serviços. Dia 19/3, das 19h30 às 21h30. Acesse. (Clique aqui)

Pacote anticrime

Em SP, dias 15 e 16/4, o IASP realiza o curso "Atualização Sobre o Pacote Anticrime". (Clique aqui)

Arbitragem e concorrência

O seminário "Arbitragem e Concorrência", promovido pelo IBRAC - Instituto Brasileiro de Estudos de Concorrência, Consumo e Comércio Internacional, será em SP, das 9 às 12h, dia 16/4. (Clique aqui)

Dívidas bancárias

Estão abertas as inscrições para o curso online da CEO Treinamentos "Dívidas Bancárias". Concorra a uma vaga-cortesia. (Clique aqui)

Direito Regulatório

CEPED UERJ está com inscrições abertas para o curso "Direito Regulatório". As aulas terão início em abril, no RJ. Inscreva-se! (Clique aqui)

Direito das Relações de Consumo

O curso de extensão "Direito das Relações de Consumo", da PUC-SP, revisita o Direito tradicional comparando-o com o das relações de consumo e todas as modificações ocorridas tanto no aspecto material como no instrumental, capacitando o profissional na área consumerista conferindo-lhe instrumentos técnicos para solucionar aspectos teóricos e práticos da atividade jurídica. Inscreva-se. (Clique aqui)

 

Fomentadores

Clique aqui para conhecer todos os Fomentadores do Migalhas

 

Migalhas também é cultura!

Monteiro Lobato |Joaquim Manuel de Macedo | Padre Antônio Vieira | Luís Roberto Barroso | Joaquim Nabuco | Paulo Bomfim | Lima Barreto | Olavo Bilac | Bernardo Guimarães | Camilo Castelo Branco | Aluísio Azevedo | Bastos Tigre | Rui Barbosa | Machado de Assis | Euclides da Cunha | Eça de Queirós | José de Alencar

Clique aqui e acesse mais títulos

 

Mural Migalhas

Veja abaixo as cidades carentes de profissionais:

BA/Mairi
CE/Jaguaribe
MA/Magalhães de Almeida
RN/Touros
SC/Urubici
SP/Timburi

Cadastre-se como um Correspondente Migalhas. (Clique aqui)

 

Migalhas Clipping

The New York Times - EUA
"Markets spiral as Globe shudders over virus"

The Washington Post - EUA
"Amid outbreak, stocks dive and recession fears rise"

Le Monde - França
"Coronavirus: l´Italie em quarantaine, l´Europe em ordre disperse"

Corriere Della Sera - Itália
"Ora è chiusa tutta l´Italia"

Le Figaro - França
"Pétrole et coronavírus font s´effondrer les marches"

Clarín - Argentina
"Toda Italia en cuarentena para frenar el drama del coronavírus"

El País – Espanha
"Madrid y Vitoria cierran las aulas ante el avance sin control del vírus"

Público - Portugal
"Mais de seis mil professores progridem para o 5º e 7º escalões"

Die Welt - Alemanha
"´Schwarzer Montag´ an den Börsen"

The Guardian - Inglaterra
"Stock markets in biggest fall since 2008 as virus fears trigger panic selling"

O Estado de S. Paulo - São Paulo
"Crise no petróleo e pânico nas Bolsas aumentam temor de recessão global"

Folha de S.Paulo - São Paulo
"Mercados têm dia de pânico; Bolsa desaba 12%, maior queda do século"

O Globo - Rio de Janeiro
"Guerra do petróleo e coronavírus elevam risco de recessão mundial"

Estado de Minas Gerais - Minas Gerais
"Tempos sombrios"

Correio Braziliense - Brasília
"Coronavírus e petróleo levam pânico às bolsas"

Zero Hora - Porto Alegre
"Coronavírus e petróleo fazem bolsa cair 12,7%, maior baixa desde 1998"

O Povo - Ceará
"Economia do Brasil entra em alerta"

Jornal do Commercio - Pernambuco
"Eles brigam... e o mundo paga a conta"

-