Leitores

Gramatigalhas

5/12/2021
Pedro Gurgel

"'Cumprimentando cordialmente' e 'renovo meus votos de estima' são jargões presentes em muitas comunicações entre órgãos públicos, considerando que a redação oficial preza pela impessoalidade e objetividade. Gostaria que fosse esclarecido se é atécnico e se o uso deve ser eliminado em prol de uma linguagem objetiva e impessoal."

7/12/2021
Newton Silveira - escritório Newton Silveira, Wilson Silveira e Associados - Advogados

"Acerca da evolução ou involução da Língua Portuguesa entre os jornalistas: 1 - Um vício que é comum aos jornalistas e membros do Congresso é o uso indiscriminado do 'de que' em objetos diretos, como eu penso de que. 2 - Outro, o uso exagerado e desproporcionado da partícula aí no meio das frases. 3 – O uso persistente das palavras resiliente e robusto, como se tivessem o mesmo significado (no tempo da minha vó, robusto era um nenê gordinho). 4 – O uso da palavra assertivo no significado de acerto, quando o primeiro, segundo o Aurélio, significa afirmativo e não certo."

8/12/2021
Everaldo Gonçalves

"Dr José Maria, sou geólogo e me considero um especialista em Direito Mineral, este campo cinzento do Direito, de pouco conhecimento técnico de advogados e jurídico de geólogos e seus pares. Elias Betram, não sei em que situação e obra indroduziu o neologismo 'direito minerário' e outros usam mais adequado direito de mineração. O pedantismo e juridiquês está consagrando em nosso meio. Infelizmente, está sendo consagrado errado o termo minerário, que deve indicar a atividade minerária, não a Produção Mineral, inclusive que deu nome ao antigo Departamento Nacional da Produção Mineral-DNPM, atual Agência Nacional de Mineração - ANM; e ainda mantido o Setor Mineral; Política Mineral; bem mineral; recurso mineral; substância mineral; análise mineral e etc. Costumo dizer, nas minhas discussões, que vamos ao funeral e o caixão compramos na funerária. Assim como usamos o consagrado termo, que veio depois, Direito Ambiental, inclusive em simpósio de ambos deveriamos ajustar 'Direito Mineral e Ambiental' ou 'Direito Minerário e Ambientário'. Pior, no modismo, cada advogado está abusando e amplia para título minerário, processo minerário, jazida minerária, recurso minerário, reserva minerária, ocorrência minerária, jazida minerária e vai por aí. Já vi, numa tese, usar riqueza minerária e em outra mineratória. Gostaria de ouvir sua crítica."

8/12/2021
João de Souza Faria

"Prezado professor doutor José Maria da Costa. Vejo e ouço, quase que diariamente, nos telejornais (no JN por exemplo), quando vão falar sobre a pandemia, por exemplo: 'O Brasil registrou vinte e uma mil mortes no dia de hoje'. Uma mil? Está errado ou seria implicância minha?"

Psicografia nos tribunais

10/12/2021
Fabiana Dias Machado Monteiro

"Em relação a matéria sobre psicografia que está tão atual após a repercussão do caso da Boate Kiss, é importante que se faça a perícia grafotécnica. Há estudos interessantes sobre a matéria e controversos, pois a escrita é um dado biométrico como íris, impressão digital, DNA... contudo, diferentemente dos demais, a escrita é um comportamento e pode ser simulado e disfarçado."

Paixão nacional

8/12/2021
Anderson Lins

"Já que o Migalhas falou dos times dos ministros do STF, não custava nada colocar também o time do PGR, quem tem assento na Corte Suprema, concordam? Desconfio que ele torça para o meu time, que é o melhor e maior do Nordeste-Norte e Centro-Oeste."

Justiça

8/12/2021
Sergio Furquim

"A justiça deve repensar seu posicionamento em relação aos jurisdicionados. Sem justiça célere não há justiça. Justiça é dar o direito há quem lhe pertence, mas isto com muita brevidade. O direito do jurisdicionado não pode se perder no tempo, tem que ter uma solução com brevidade. O que estamos vendo atualmente é uma justiça lerda que só causa prejuízo ao jurisdicionado pela demora de uma decisão. Como hoje é o dia da justiça que tal repensar e mudar seu posicionamento em dar mais celeridade nos processos que estão dormindo na prateleira e no PJE."

Envie sua Migalha