domingo, 3 de julho de 2022

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. CNJ cria regras para realização de audiências virtuais no Judiciário
Sessões virtuais

CNJ cria regras para realização de audiências virtuais no Judiciário

Pela resolução, os juízes deverão realizar as audiências virtuais com vestimentas adequadas, como terno ou toga. Durante a transmissão, deverão ser usados fundos de tela estáticos e adequados com a sala de audiência.

quarta-feira, 22 de junho de 2022

O CNJ decidiu nesta terça-feira, 21, estabelecer regras para a realização de videoconferências nas audiências judiciais em todo o país. A medida foi tomada após a intensa utilização da modalidade para garantir o funcionamento dos serviços da Justiça durante a pandemia de covid-19. 

Pela resolução, os juízes deverão realizar as audiências virtuais com vestimentas adequadas, como terno ou toga. Durante a transmissão, deverão ser usados fundos de tela estáticos e adequados com a sala de audiência.

Além disso, todos os profissionais que participam das audiências, incluindo promotores, advogados e membros do Ministério Público, deverão checar se as câmeras estão ligadas em locais adequados. 

De acordo com o Conselho, a recusa no cumprimento das regras poderá levar à suspensão ou adiamento da audiência. A expedição de ofício para a corregedoria do tribunal também está prevista para a parte que descumprir as medidas.

 (Imagem: Lucas Castor/Agência CNJ)

CNJ cria regras para realização de audiências virtuais no Judiciário.(Imagem: Lucas Castor/Agência CNJ)

Recordar é viver

O que não faltou durante a pandemia foram casos inusitados durante as audiências virtuais. Já teve de tudo, de advogada usando cropped por baixo da beca até promotora xingando os causídicos. Reveja algumas pérolas:

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 22/6/2022 15:22

Patrocínio