domingo, 26 de junho de 2022

AUTOR MIGALHAS

  1. Home >
  2. Autor >
  3. Caio Almeida Monteiro Rego
result.title

Caio Almeida Monteiro Rego

https://www.migalhas.com.br/autor/caio-almeida-monteiro-rego
Migalheiro desde abril/2021.

Advogado do escritório Barreto Dolabella Advogados. Pós-graduando em Direito Civil pela PUC/MG.

Migalhas de peso Da possibilidade de execução judicial de dívida garantida por alienação fiduciária
quarta-feira, 22 de junho de 2022

Da possibilidade de execução judicial de dívida garantida por alienação fiduciária

Contrato de empréstimo bancário garantido por alienação fiduciária. Execução judicial. Possibilidade. Recurso Especial 1.965.973/SP.
Migalhas de peso O princípio da boa-fé na lei 14.181/21
segunda-feira, 2 de maio de 2022

O princípio da boa-fé na lei 14.181/21

Definição e aplicabilidade do princípio da boa-fé na lei 14.181/21.
Migalhas de peso A responsabilidade civil das instituições financeiras: fraudes bancárias e o novo sistema de pagamento instantâneo pix
terça-feira, 14 de dezembro de 2021

A responsabilidade civil das instituições financeiras: fraudes bancárias e o novo sistema de pagamento instantâneo pix

Da responsabilidade civil das instituições financeiras em fraudes bancárias ocorridas durante o uso do novo sistema de pagamento instantâneo pix.
Migalhas de peso Covid-19, gravidez e o caso de conflito na aplicação da lei 14.151/21
quarta-feira, 26 de maio de 2021

Covid-19, gravidez e o caso de conflito na aplicação da lei 14.151/21

O exercício por empregada gestante de função incompatível com teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma de trabalho a distância, não acarreta, por si, a impossibilidade de aplicação ao previsto na lei 14.151/21, haja vista que o art. 392, § 4º, I, da CLT, prevê a possibilidade de transferência de função quando as condições de saúde o exigirem.
Migalhas de peso Projeto de lei 533/19: Uma verdadeira ameaça ao acesso à Justiça
quinta-feira, 29 de abril de 2021

Projeto de lei 533/19: Uma verdadeira ameaça ao acesso à Justiça

O risco de mitigação do direito constitucional de acesso à justiça por conta do projeto de lei 533/19.