Sexta-feira, 26 de maio de 2017

ISSN 1983-392X

MAI
25

Apreciação do decreto autorizou o emprego das Forças Armadas em 24 de maio de 2017

Olavo Augusto Vianna Alves Ferreira

Temos que o uso das Forças Armadas para suplementação dos serviços de segurança pública no Distrito Federal é compatível com as exigências constitucionais e legais, salvo quanto à ausência de delimitação da área e o prazo adotado.

MAI
25

As competências do Contran e os simuladores de direção veicular

Conrado Almeida Corrêa Gontijo

A implementação do uso dos simuladores na capacitação dos motoristas brasileiros em absolutamente nada interfere nos testes de aptidão a que são submetidos, elencados no artigo 147 do CTB.

MAI
25

Crédito tributário e seu prazo prescricional de cobrança

Mirian Teresa Pascon

A natureza desse prazo é prescricional e, portanto, está sujeita à interrupção.

MAI
25

A contagem de prazo pelos sistemas eletrônicos

Andrew Henrique Domingues Gonçalves

Os tribunais devem se pautar na aplicação dos princípios da segurança e confiança dos atos oficiais, sem contar, que o sistema eletrônico goza de fé pública, não podendo as partes serem prejudicadas em caso de equívoco na contagem de prazo.

MAI
25

A elementar diferença jurídica entre a interceptação telefônica e a gravação clandestina

Thiago Prats

É imprescindível diferenciar os institutos da interceptação telefônica e da gravação clandestina, os quais são antagonicamente diferentes no que se relaciona aos seus aspectos jurídicos, consistindo a legalidade como a regra de um e a exceção do outro.

MAI
25

A Dualismo só nos atrasa

Marcondes Araujo

Bons tempos aqueles que Cazuza cantava, que o mau burguês queria abandonar o país com uma pasta de dólares. Hoje ele foge pros Esteites/USA, impune, com a anuência da justiça, após “ganhar” bilhões.

MAI
25

A nova lei migratória e a garantia dos direitos fundamentais aos imigrantes

Wagner Rocha D’Angelis

A nova lei de Migração, em contrapartida, trata o imigrante como um sujeito de direitos, e não como um forasteiro indesejável.

MAI
25

A reparação do dano na fase de execução penal

Luiz Flávio Borges D’Urso

Com o advento da operação Lava Jato, réus de elevado poder aquisitivo passaram a ser remetidos aos cárceres, quer por decretação de custódias cautelares (frequentemente prisões preventivas), quer por decisões condenatórias, que embora não definitivas, levaram à instauração de execuções provisórias das penas, perante as Varas de Execuções Criminais.

MAI
25

Processo como método de resolução dos conflitos

Paulo Henrique Lucon

Propõe-se aqui um novo enfoque do sistema processual, visto como não somente como um sistema voltado para a solução de litígios que emergem das mais diversas formas na sociedade moderna. O direito processual passa a ser denominado como direito da resolução dos conflitos.

MAI
25

Mediação como ferramenta para empresas enfrentarem crise de imagem geradas nas redes sociais

Marcelo Palma Marafon

Após detectada a "crise de imagem", as empresas poderiam utilizar de uma ferramenta já conhecida dos operadores de direito: a mediação.

de 1391
voltar para o topo