domingo, 27 de setembro de 2020

ISSN 1983-392X

José Pastore

Migalheiro desde março/2009.

Consultor em relações do trabalho do CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo.

Migalhas de peso

Avanços da reforma trabalhista

É certo que a nova legislação trabalhista pode ainda ser aperfeiçoada. Está inclusive, em alguns de seus artigos, sendo submetida ao STF. Recentemente o STF julgou um dos artigos da lei 13.467/17 que permitiu a terceirização de qualquer atividade da empresa. Leia

José Pastore e Ana Claudia G. Pastore

23/11/2018
Migalhas de peso

A primeira reforma de Bolsonaro

A PEC 287/17 não contempla o que se faz necessário, o que, se não for mudada, criará graves problemas para o financiamento da previdência social. Leia

José Pastore

12/11/2018
Migalhas de peso

Nova política e novo sindicato

Não há dúvida: os sindicatos terão de se reinventar, especialmente no Brasil com o fim da contribuição sindical obrigatória. Leia

José Pastore

7/11/2018
Migalhas de peso

O desemprego e a reforma trabalhista

A reforma trabalhista não tem nada que ver com o desemprego e a informalidade reinantes. Leia

José Pastore

11/10/2018
Migalhas de peso

Remuneração e desempenho do Judiciário

A boa Justiça é a que tem previsibilidade, rapidez e retorno positivo. Isso é fundamental para o bom funcionamento da economia e da sociedade. Leia

José Pastore

13/9/2018
Migalhas de peso

Previdência Social: indo além da reforma

É imenso o número de medidas simples que podem e devem ser tomadas no âmbito da gestão dos benefícios para melhor atender os empregados e as empresas, o que, no fim das contas, redundará em grandes economias para a Previdência Social. Leia

José Pastore

16/7/2018
Migalhas de peso

A criminalização das relações de trabalho

Os parlamentares de Brasília têm uma verdadeira paixão pela área trabalhista. Há mais de dois mil projetos de lei tramitando no Congresso Nacional. A esmagadora maioria visa apenas gerar direitos sem a menor preocupação com os deveres, com as despesas e com a competitividade. Basta observar que na Constituição Federal, a palavra “direito” aparece 76 vezes enquanto que a palavra “dever” aparece apenas quatro vezes. Leia

José Pastore

2/3/2009
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.905

...a Arruda, do deputado Federal Marco Bertaiolli e do professor José Pastore. A mediação foi compartilhada entre o CEO do CIEE, Humberto Casagrande e o superintendente Nacional de Operações do CIEE, Marcelo Gallo. O evento pode ser conferido na íntegra. (Clique aqui) Viva Evento: Daniel Lucas Oliveira Cruz é o ganhador da vaga-cortesia oferecida pela Ricardo Calcini | Cursos e Treinamentos para o curso "Recurso de Revista (Curso ao vivo e online - Não gravado)", que será realizado nos dias 4, 5, 6 e 11/8. (Clique aqui) Fomentadores Clique aqui para conhecer todos os Fomentadores do Migalhas ... Leia

30/7/2020
Migalhas de peso

Sobre “modernização das relações de trabalho”, “altos estudos”, “pacotes” e o percurso consciente em direção à barbárie

...à extinção imediata. Na década de 90, ficaram por conta de José Pastore as críticas mais severas aos direitos trabalhistas. Dizia ele: “Convenhamos: a CLT e a Justiça do Trabalho têm mais de 50 anos. Elas foram criadas para um mundo fechado e para uma economia protegida contra as agressões do processo competitivo.”2 Em 1997, preconizava, inclusive, que o emprego e, consequentemente, os direitos trabalhistas, acabariam em 10 anos: “Já há sinais disso. O mundo do futuro está nascendo completamente diferente do atual. Tudo indica que, daqui a uns dez anos, a grande maioria das pessoas trabalhará não... Leia

Jorge Luiz Souto Maior

11/9/2019
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.480

... Ao discorrer sobre a PEC 287/16 (reforma da Previdência), José Pastore, membro do Comitê de Ética do CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo, fala da nova realidade no mundo do trabalho: os profissionais autônomos. (Clique aqui) Sinistralidade e relação contratual O conceito de sinistralidade, usado pelas operadoras de saúde como balizador na hora do reajuste de preços, é abordado advogada Renata Vilhena Silva (Vilhena Silva Advogados). (Clique aqui) Estacionamento rotativo digital Desde junho deste ano vigora em BH o decreto 16.929/18, que dispõe sobre o... Leia

12/11/2018
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.477

...contribuição sindical obrigatória. Amparado por esta premissa, José Pastore, membro do conselho de ética do CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo, trata dos sindicatos laborais diante as mudanças no mundo do trabalho. (Clique aqui) Carga tributária X Competitividade Competição desleal, altos impostos na moda, falta de incentivo governamental são alguns dos desafios da indústria têxtil e da confecção. Diante disso, Luana Otoni de Paula e Thiago Santana Luvizotto (Homero Costa Advogados) destacam a necessidade de um planejamento tributário. "A consultoria jurídica se... Leia

7/11/2018
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.460

... O desemprego e a reforma trabalhista é o tema em debate por José Pastore, membro do Conselho de Ética do CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo. (Clique aqui) Semanário migalheiro Confira as matérias mais lidas nesta semana em Migalhas: STF declara constitucional cargo de advogado no TJ/SP. (Clique aqui) Lewandowski cassa decisão e mantém reportagem sobre candidato no site da Veja. (Clique aqui) CNJ afasta desembargadora que buscou filho na prisão escoltada e em carro oficial. (Clique aqui) Publicada lei que desburocratiza atos dos Poderes da União e de... Leia

11/10/2018
Migalhas de peso

Os fiscais da lei do MP estão acima da lei?

...sempre estiveram à frente2. O Judiciário brasileiro, segundo José Pastore3, se caracteriza por muitos funcionários, grandes despesas, enorme lentidão e baixo poder de conciliação dos conflitos. Segundo ele, apenas 12% dos processos foram resolvidos mediante acordo entre as partes; o estoque de casos não solucionados aumentou, entre 2009 e 2016, 31%; e em 2016, a taxa de congestionamento de processos não solucionados chegou a 73%, apesar de o Poder Judiciário ter, à sua disposição, quase meio milhão de funcionários. Em números absolutos, a Justiça emprega a mesma quantidade de... Leia

Rodrigo Siqueira de Andrade

17/9/2018
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.440

...de Ética do CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo, José Pastore fala sobre remuneração e desempenho do Judiciário. (Clique aqui) QR code - Petições judiciais A partir do cenário tecnológico, os advogados Marcelo Mazzola e Vitor Galvêas, do escritório Dannemann Siemsen, destacam as perspectivas e desafios do uso do QR code em petições judiciais. (Clique aqui) Wi-Fi No contexto do Direito Digital, Fabiani Borges, do escritório Espinheira, Borges & Quadros Advogados Associados, chama a atenção para o cuidado que se deve ter ao usar e ao dispor Wi-Fi público. (Clique... Leia

13/9/2018
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.398

...inconstitucionalidades. (Clique aqui) Previdência social José Pastore (CAESP - Conselho Arbitral do Estado de São Paulo) pontua medidas que podem ser introduzidas no sistema de concessão de benefícios para diminuir as despesas do INSS. (Clique aqui) Previdencialhas Na coluna de hoje, o advogado Fábio Zambitte Ibrahim aborda planejamentos fiscais x planejamentos do Fisco. (Clique aqui) Frete Especialista em Direito Econômico e Defesa da Concorrência, José Del Chiaro (Advocacia José Del Chiaro) assina artigo na Veja sobre o tabelamento dos fretes rodoviários e a MP 832. Para... Leia

16/7/2018
Migalhas de peso

Em defesa da Justiça do Trabalho

...mais existente em outros países. Mentira, como bem evidenciou José Pastore, em artigo recentemente publicado no Correio Braziliense, na América Latina quase todos os países possuem Justiça trabalhista. Na Europa é ela existente na Alemanha, Finlândia, França, Hungria, Irlanda, Noruega e Suécia, como também na Espanha, Holanda e Portugal, variando sobre graus de jurisdição e conflitos coletivos e individuais. Existem sim países em que a Justiça do Trabalho está integrada na Justiça comum nos quais, porém, a origem do direito decorre da common law, como no Japão e nos Estados... Leia

José Alberto Couto Maciel

17/11/2017
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 4.112

...presidente do Conselho de Relações do Trabalho da FecomercioSP, José Pastore. (Clique aqui) Vitor Andrade, sócio do LTSA Advogados, fará a abertura do "Customer Services Summit 2017", que acontece entre os dias 17 e 18/5, em SP. No evento, Vitor fala sobre "Internet das coisas: novas possibilidades de relacionamento e resolução de conflitos". (Clique aqui) José Henrique Vasi Werner, sócio do escritório Dannemann Siemsen Advogados, palestra no painel "Interagency Government Coordination in IP Enforcement", da IACC 2017 Annual Spring Conference, promovido pela International... Leia

16/5/2017
Migalhas de peso

A insegurança jurídica nas relações do trabalho – Custo transacional incalculável?

...legalidade, insculpido no inciso II do artigo 5º da Carta Magna.__________ 1 José Pastore, Economista, Professor da USP e Presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da FECOMERCIO-SP, in "O Estado de São Paulo", caderno Economia, p. B5, 30/10/16 2 http://trabalho.gov.br/fisca_trab/convencao-n-81-de-oit.htm __________ *Ana Paula Caodaglio é advogada do escritório Caodaglio & Associados Advogados. Leia

Ana Paula Caodaglio

17/11/2016
Migalhas Quentes

Especialistas em relações de trabalho defendem proteção social com desenvolvimento econômico

...Granadeiro GuimarãesJoão Pedro Eyler PovoaJosé Augusto Rodrigues Jr.José Eduardo Gibello PastoreJosé Roberto de Arruda PintoJuliana Campão Pires Fernandes RoqueLeticia Ribeiro Crissiúma de FigueiredoLuís Antônio Ferraz MendesLuís Otávio Camargo PintoLuiz Carlos Amorim RobortellaMarcelo Pereira GômaraMarcia Sanz BurmannMaria Cristina MattioliMaria Helena AutuoriMaurício Granadeiro GuimarãesMihoko Sirley KimuraNadia Demoliner LacerdaNelson MannrichPaulo PeressinPatricia Medeiros BarbozaRenato CanizaresRodrigo Seizo TakanoRogerio da Costa StrutzRosana MuknickaSolon de Almeida... Leia

4/3/2016
Migalhas Quentes

Integrantes do Conselho Consultivo Interinstitucional tomam posse no TJ/SP

...Luque, Celso Lafer, Fernão Lara Mesquita, Gabriel Jorge Ferreira, José Pastore, Maria Tereza Sadek, Murilo Portugal Filho, Pedro Luiz Barreiros Passos e Luiz Flávio Borges D'Urso. ____________________ Leia

19/8/2014
Migalhas Quentes

Primeira audiência pública do TST discute a terceirização de mão de obra

...primeiro expositor da audiência, o professor de economia da USP José Pastore defendeu a criação de um Conselho Nacional para Regulação da Terceirização, composto por câmaras setoriais com capacidade para negociar e atualizar as normas trabalhistas por ramos de atividade, de modo a proteger os empregados sem inviabilizar os negócios das empresas, além da aprovação de projetos de lei pelo Congresso Nacional que tratam do assunto. "Modernamente, sem a terceirização, inúmeros negócios ficariam inviáveis", afirmou. Perda de direitos O professor de sociologia da UNICAMP Ricardo... Leia

6/10/2011
Migalhas Quentes

TST realiza primeira audiência pública da história do Tribunal

...Advocacia Geral da União Terceirização em geral 10h - Dr. José Pastore 10h15min - Prof. Ricardo Antunes 10h30min - Dr. Gesner Oliveira - Representante do Instituto ABRADEE da Energia 10h45min - Prof. Dr. Anselmo Luis dos Santos e/ou Prof. Dr. Paulo Eduardo de Andrade Baltar - CESIT/IE/UNICAMP 11h - Sr. Lívio Giosa - Presidente do Centro Nacional de Modernização Empresarial - CENAM 11h15min - Sr. Clemente Ganz Lúcio - Diretor técnico do DIEESE 11h30min - Prof. Márcio Milan - Representante da Confederação Nacional do Comércio - CNC 11h45min - Profa. Doutora Maria da Graça... Leia

3/10/2011
Migalhas de peso

Carta Aberta aos "Terceirizados" e à Comunidade Jurídica

...mínimo, qual seja, R$545,00 e segundo o professor da FEA/USP, José Pastore, "Em decorrência da legislação, as empresas pagam cerca de 102% sobre o valor do salário" (Emprego e encargos sociais, artigo publicado em O Jornal da Tarde, 9/2/94), acrescentando, ainda, que "O custo da rescisão do contrato de trabalho é elevado, podendo chegar a 2 salários (em alguns casos, até mais)." (Idem, Relações de trabalho - flexibilizar para sobreviver, artigo publicado em A Folha de São Paulo, 21/4/90). Assim, chegar-se-ia ao custo total mensal de R$440.360,00, a título exclusivo de mão de obra,... Leia

Jorge Luiz Souto Maior

27/4/2011
Migalhas Quentes

Ministro Joaquim Barbosa divulga voto sobre Convenção 158 da OIT

Leia a íntegra do voto do ministro Joaquim Barbosa no julgamento sobre a Convenção 158 da OIT, que protege o trabalhador contra a demissão arbitrária. O tema está em debate no STF por meio da ADIn 1625, ajuizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - Contag e pela CUT.... Leia

25/6/2009
Migalhas Quentes

STF discute a retirada unilateral do Brasil da Convenção 158 da OIT

O julgamento sobre denúncia da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho - OIT, que protege o trabalhador contra a demissão arbitrária, teve sua conclusão adiada mais uma vez. A ministra Ellen Gracie pediu vista da ADIn 1625 ajuizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - Contag e pela Central Única dos Trabalhadores - Cut.... Leia

4/6/2009
Migalhas Quentes

Cem anos da Academia Paulista de Letras: baú de histórias

A convite do Instituto dos Advogados de São Paulo - IASP, integrantes da Academia Paulista de Letras - APL participaram, em 24 de abril, da solenidade que relembrou momentos e pessoas ilustres na história das duas instituições. O encontro na sede do IASP foi conduzido por Maria Odete Duque Bertasi, presidente do Instituto e José Renato Nalini, presidente da Academia Paulista de Letras.... Leia

4/5/2009
Migalhas Quentes

Legislação brasileira não proíbe a demissão sem justa causa, mas o empregado não se encontra desamparado, diz advogada

A advogada Flávia Filhorini Lepique, de Castro, Barros, Sobral, Gomes - Advogados, comenta a decisão do TRT de Campinas de manter as demissões na Embraer, que haviam sido suspensas por liminar.... Leia

20/3/2009
Migalhas de peso

A favor da criminalização das práticas anti-sindicais

Em artigo entitulado “Criminalização das relações de trabalho”, José Pastore critica a Constituição Federal sob o argumento de que a Magna Carta prevê muitos direitos e pouquíssimos deveres. Faz crítica também às inúmeras proposições de leis que tramitam no Congresso Nacional que visam “apenas gerar direitos sem a menor preocupação com os deveres, com as despesas e com a competitividade”. Por fim, ataca projeto de lei que tramita perante o Senado Federal (PLS 36), que propõe a criminalização de atos que atentem contra a liberdade sindical, nos seguintes termos:... Leia

Ana Farias Hirano

18/3/2009
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 2.104

MIGALHAS nº 2.104 Leia

18/3/2009
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 2.092

MIGALHAS nº 2.092 Leia

2/3/2009
Migalhas Quentes

Está na pauta de hoje do STF a continuação do julgamento da ADIn 1625, que trata da denúncia da Convenção 158 da OIT

Está prevista para hoje no STF a continuação do julgamento da ADIn 1625 (clique aqui) que trata da denúncia da Convenção 158 da OIT, que acaba com a demissão sem justa causa. A ADIn é contra o Decreto 2.100/1996, em que o Presidente da República tornou público que denunciara a Convenção nº 158, da OIT, sobre o Término da Relação de Trabalho por Iniciativa do Empregador, adotada em Genebra, em 22 de junho de 1982, e introduzida no ordenamento jurídico brasileiro por meio do Decreto Legislativo 68, de 16/9/92, e do Decreto 1.855, de 10/4/96. A ADIn sustenta violação ao artigo 49, I, da CF/88.... Leia

29/10/2008
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.922

MIGALHAS nº 1.922 Leia

20/6/2008
Migalhas Quentes

Governo quer re-ratificação da Convenção 158 da OIT

Convencao 158 Governo quer re-ratificacao da Convencao 158 da OIT Nos ultimos tempos voltou-se a discutir a Convencao 158 da OIT. Discussao que ja e velha, e ja se deu ha dois lustros. Com efeito, se o Brasil ratificasse a Convencao, seria em verdade uma re-ratificacao. Aprovada em 1982, a Convencao, que acaba com a demissao sem justa causa no mercado de trabalho, foi ratificada em 1996 pelo entao presidente Fernando Henrique Cardoso. Logo apos a ratificacao, a constitucionalidade da Convencao passou a ser questionada no STF por meio da ADIn 1480 (c... Leia

6/6/2008
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.910

MIGALHAS nº 1.910 Leia

4/6/2008
Migalhas Quentes

Projeto que exige justificação para dispensa não garante estabilidade de todos os empregados

Estabilidade Convencao que exige a justificacao do termino da relacao de trabalho, nao garante estabilidade dos empregados A ratificacao da Convencao 158 da OIT pelo Brasil, que exige a justificacao do termino da relacao de trabalho, nao garante a estabilidade dos empregados, nem impoe o fim da multa do FGTS. Essa foi a opiniao da maioria dos especialistas ouvidos na noite da ultima quinta-feira, durante o debate Estabilidade x Fim da multa do FGTS – Analise da aplicacao da Convencao n? 158 da OIT, promovido na sede da AATSP, na capital paulista, para analisar a aplicabilidade e ... Leia

28/4/2008
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.842

MIGALHAS nº 1.842 Leia

21/2/2008
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.841

MIGALHAS nº 1.841 Leia

20/2/2008
Migalhas Quentes

OAB/SP cria comissão e inicia debate sobre reforma trabalhista

Reforma OAB/SP cria comissao e inicia debate sobre reforma trabalhista O professor Amauri Mascaro Nascimento foi designado pelo presidente da Seccional, Luiz Flavio Borges D?Urso, titular da recem criada Comissao de Estudos sobre Reforma Trabalhista e Sindical da OAB/SP. A partir de seminarios, a Comissao que vai reunir elementos para formular propostas para o texto da reforma. Na avaliacao de Amauri Mascaro, a reforma e urgente, "razao pela qual a OAB SP resolveu entrar na discussao do tema, ouvindo, em seminarios, especialistas para indicar os melhores caminhos". O primeiro deba... Leia

6/12/2007
Migalhas Quentes

OAB/SP critica projeto que vai consolidar legislação trabalhista

Projeto OAB/SP critica PL que vai consolidar legislacao trabalhista A OAB/SP, por meio da sua Secretaria Geral, convidou o deputado Candido Vacarezza - PT/SP, autor do PL 1987/2007 (clique aqui), destinado a consolidacao da legislacao brasileira referente ao Direito Material Trabalhista e revogacao de leis extravagantes e artigos da CLT (clique aqui), para externar sua preocupacao quanto ao projeto e abrir um canal de dialogo com a sociedade civil, na ultima sexta-feira, as 10h, na sede da OAB/SP. Alem do secretario geral da OAB/SP, Arnor Gomes da Silva Junior, estavam presentes o... Leia

12/11/2007
Migalhas Quentes

Resultado do Sorteio de obra "O Tributo - Reflexão Multidisciplinar sobre sua natureza"

Sorteio de obra Migalhas tem a honra de realizar o sorteio da obra "O Tributo – Reflexao Multidisciplinar sobre sua natureza", (Editora Forense – 440 p.), coordenado por Ives Gandra da Silva Martins e com a colaboracao de Sidney Saraiva Apocalypse, advogado do escritorio Neumann, Salusse, Marangoni Advogados, quem gentilmente ofereceu a obra para sorteio. Sobre a obra :O tributo tem sido estudado de forma compartimentalizada. Juristas, economistas, historiadores, politicos e filosofos examinam-no pelo prisma de sua formacao universitaria, razao pela qual ha permanente confl... Leia

13/9/2007
Migalhas Quentes

Sebrae e OAB/SP promovem seminário sobre micro e pequenas empresas

Sebrae SP Seminario sobre micro e pequenas empresas em parceria com a OAB/SP A Comissao de Cooperativismo da OAB/SP, com apoio do Departamento de Cultura e Eventos da OAB/SP, do Instituto de Cooperativismo e Associativismo, do Sebrae SP e da Secretaria Estadual do Emprego e Relacoes de Trabalho, promove o seminario "Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas - O que Muda para Micro e Pequenos Empreendimentos", no dia 11 de julho, no Salao Nobre da Ordem (Praca da Se, 385, 1° andar), das 8h30 as 16h30. Antonio Luis Guimaraes de Alvares Otero, presidente da Comissao de Cooperativismo d... Leia

9/7/2007
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.623

MIGALHAS nº 1.623 Leia

28/3/2007
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.609

MIGALHAS nº 1.609 Leia

8/3/2007
Migalhas de peso

Basta de Violência aos Direitos Sociais!

Três fatos, aparentemente isolados, ligam-se a um trágico evento recentemente ocorrido na nossa sociedade: o assassinato de uma criança no Rio de Janeiro. Não são os protagonistas dos fatos em questão, por óbvio, culpados do assassinato. A ligação não é direta. O que se quer dizer é que alguns modos de pensar e organizar a sociedade brasileira, de forma egoísta e elitizada, constituem fatores decisivos para a produção da injustiça social e daquilo que lhe é conseqüente, a violência.... Leia

Jorge Luiz Souto Maior

14/2/2007
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.596

MIGALHAS nº 1.596 Leia

14/2/2007
Migalhas de peso

A inclusão social das pessoas com deficiência pela reserva de vagas nos concursos públicos

Aproximadamente 25 milhões de pessoas que vivem no Brasil têm algum tipo de deficiência – física, mental, auditiva, visual ou motora –, de acordo com o último censo demográfico, realizado em 2000 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).... Leia

Vinícius André Dias

24/11/2006
Migalhas Quentes

Correspondente premiado

Correspondente premiado Migalhas lancou em seu portal um novo espaco denominado "Correspondentes". Nele os causidicos autonomos e os escritorios poderao buscar nomes para auxilia-los, como “Correspondente”, em outras comarcas, bem como aqueles que quiserem se oferecer para prestar servico desta natureza a estes profissionais e a estas respeitadas bancas poderao se cadastrar como “Correspondentes”. Agora, alem de prestar servicos a escritorios e advogados autonomos, o migalheiro “Correspondente” ainda contara com o beneficio de semanalmente ser premiado com uma grande ob... Leia

30/5/2006
Migalhas Amanhecidas

MIGALHAS nº 1.423

MIGALHAS nº 1.423 Leia

30/5/2006
Migalhas Quentes

Conselho Brasil-Nação promove o seminário Reinventar a Política no Brasil

Conselho Brasil-Nacao promove o seminario Reinventar a Politica no Brasil O Conselho Brasil-Nacao promove amanha, 12h, no Instituto de Engenharia, na Av. Dante Pazanezzi, 120, SP, mais um importante encontro. Na ocasiao, a palestrante sera a Professora Maria Aparecida de Aquino, professora de Historia da USP. Veja abaixo o convite. __________ Seminario Reinventar a Politica no Brasil O Conselho Brasil-Nacao, dando sequencia a seus trabalhos visando contribuir para o aprimoramento das Instituicoes brasileiras, instrumento fundamental para o desenvolvim... Leia

19/10/2005
Migalhas de peso

A adoção de uma cláusula social nos tratados da OMC

Atualmente encarado como um dos temas mais controversos nas negociações da Organização Mundial do Comércio – OMC, a adoção de uma cláusula social em seus tratados reflete o quanto o fenômeno chamado de globalização e o comércio internacional transformaram o mundo.... Leia

Gustavo Santamaria Carvalhal Ribas

18/2/2005
Migalhas de peso

Reforma Sindical: negociação coletiva priorizada

Vigora no país um debate importante que pode ter profundas implicações no nível de emprego e na distribuição de renda entre os brasileiros.... Leia

Antônio Carlos Magalhães Leite

31/5/2004
Migalhas de peso

Chefe também pode ser vítima de assédio sexual

Está se formando consenso no sentido de que, do ponto de vista jurídico, só se configura assédio sexual, no ambiente de trabalho, se a vítima for subordinada ao assediador. A melhor doutrina, majoritariamente, tem dificuldade de vislumbrar assédio onde não exista uma relação de poder... Leia

Mário Gonçalves Júnior

24/9/2003
Migalhas Amanhecidas

Migalhas nº 578

Migalhas nº 578 Leia

9/12/2002

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram