Sílvio de Salvo Venosa
VIP

Sílvio de Salvo Venosa

Migalheiro desde março/2019.
Sócio consultor de Demarest Advogados, Está no escritório desde março de 1996. Foi juiz no estado de São Paulo, tendo se aposentado como desembargador. Autor da coleção de direito civil, atualmente em 5 volumes, na 20ª edição e várias outra obras. Direito Empresarial. Lei do Inquilinato Comentada. Introdução ao Estudo do Direito - Primeiras Linhas, entre outras.
O Código do Consumidor e o Código Civil
Migalhas de Peso
17/1/2003

O Código do Consumidor e o Código Civil

A proximidade de vigência do novo Código Civil nos leva inevitavelmente a questionar se serão revogados ou modificados os princípios estabelecidos pelo Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/90). Para que não se aguce a curiosidade do leitor para o final deste texto, a resposta à pergunta é liminarmente negativa.
O protesto de documentos de dívida
Migalhas de Peso
15/1/2003

O protesto de documentos de dívida

O débito resultante da locação do imóvel, comprovado por contrato escrito, pode ser objeto de protesto, tanto quanto ao inquilino como quanto ao fiador, pois a fiança é modalidade de caução e se insere entre os títulos executivos extrajudiciais. Dessa forma, alarga-se enormemente o campo do protesto, antes resumido quase exclusivamente aos títulos de crédito.
A corretagem no novo Código Civil
Migalhas de Peso
15/1/2003

A corretagem no novo Código Civil

Toda atividade lícita admite a mediação. O objeto ilícito ou imoral evidentemente a inibe, como em qualquer outro negócio jurídico. Desse modo, não serão admitidos efeitos jurídicos a corretagem que tenha por objeto contrabando, por exemplo. Discute-se, por outro lado, se é moral e por isso juridicamente aceita a corretagem matrimonial.
A sucessão hereditária dos cônjuges
Migalhas de Peso
15/1/2003

A sucessão hereditária dos cônjuges

Dispositivo de curial importância é o constante do artigo 1.830, que estabelece a legitimidade do cônjuge para suceder: "Somente é reconhecido direito sucessório ao cônjuge sobrevivente se, ao tempo da morte do outro, não estavam separados judicialmente, nem separados de fato há mais de dois anos, salvo prova, neste caso, de que essa convivência se tornara impossível sem culpa do sobrevivente".
A responsabilidade por danos de animais
Migalhas de Peso
12/1/2003

A responsabilidade por danos de animais

O novo Código Civil cuida da matéria em dispositivo mais sintético, adotando a teoria objetiva, presumindo da mesma forma a culpa do guarda: "O dono, ou detentor, do animal ressarcirá o dano por este causado, se não provar culpa da vítima, ou força maior" (artigo 936). Sob essa nova dicção, os aspectos do antigo código podem ser referendados no caso concreto como substrato histórico e podem, de fato, sustentar decisões, não mais, porém, de forma inflexível.
A responsabilidade objetiva no novo Código Civil
Migalhas de Peso
8/1/2003

A responsabilidade objetiva no novo Código Civil

A legislação do consumidor é exemplo mais recente de responsabilidade objetiva no ordenamento. Portanto, o âmbito da responsabilidade sem culpa aumenta significativamente em vários segmentos dos fatos sociais. Nesse diapasão, acentuam-se, no direito ocidental, os aspectos de causalidade e reparação do dano, em detrimento da imputabilidade e culpabilidade de seu causador.
A hipoteca no novo Código Civil
Migalhas de Peso
8/1/2003

A hipoteca no novo Código Civil

No estudo da hipoteca, não se deve perder de vista que, ao lado das normas estruturais estabelecidas pelo Código Civil, a Lei dos Registros Públicos confere-lhe a necessária instrumentalidade, mostrando-se indissociáveis o exame de ambos os diplomas legais e o dos princípios processuais estabelecidos pelo CPC.
O condomínio edilício no novo Código Civil
Migalhas de Peso
6/1/2003

O condomínio edilício no novo Código Civil

Não temos dúvida, porém, tendo em vista o sentido social do direito de propriedade que ora se decanta na legislação, que essa solução pode e deve ser tomada pela assembléia geral em casos extremos. É de se perguntar se deve o condomínio suportar em suas dependências a presença de um baderneiro contumaz ou de um traficante de drogas. É evidente que a futura jurisprudência deve atentar para essas circunstâncias. Esse é apenas um dos aspectos, dentre tantas questões que afloram quotidianamente no direito condominial.
O Direito Civil revisitado
Migalhas de Peso
27/10/2002

O Direito Civil revisitado

Estamos agora, definitivamente, após mais de duas décadas de tramitação do projeto, no limiar da vigência do novo Código Civil, o Código de 2002, a lei do novo século. A primeira indagação do leigo ou iniciante das letras jurídicas é, sem dúvida, no sentido de saber se com o novo diploma legal haverá uma revolução na legislação brasileira, se tudo que a lei antiga representou em matéria de princípios fundamentais ou de particularidades é modificado.
Requisição, não! Desapropriação de medicamentos para combate à pandemia, e o dever de indenização prévia
Migalhas de Peso
13/4/2021

Requisição, não! Desapropriação de medicamentos para combate à pandemia, e o dever de indenização prévia

... perecer, por mera decorrência de sua utilização. No uso, ensina Silvio de Salvo Venosa, “conserva-se a substância”.1 Entendida a requisição como uma modalidade de uso compulsório, pelo Estado, da propriedade privada, o bem objeto dessa relação, ao final de sua utilização, há de ser conservado pelo usuário para posterior devolução ao proprietário. Ocorre que, muitos dos bens “requisitados” no período da pandemia não podem ser devolvidos, pois perecíveis. Para esses bens, concluo ser inaplicável o instituto da requisição. A bem da verdade, quando o Estado se apropria de propriedade privada perecível, tais...
Ação de divisão e o dever de igualdade material na individualização de terras em condomínio partilhado
Migalhas de Peso
17/3/2021

Ação de divisão e o dever de igualdade material na individualização de terras em condomínio partilhado

... relação a matéria é pacífica, como ensina o ilustre professor Sílvio de Salvo Venosa5: “Não se pode privilegiar um herdeiro com um bem de alta valorização e prejudicar outro com bem de fácil deterioração. Todos os herdeiros devem concorrer no bom e no ruim.” Seguindo o mesmo pensamento, Flávio Tartuce6 discorre o seguinte acerca do assunto e sobre o exposto no art. 648 do CPC/157: “A primeira regra a ser considerada (em relação a divisão de bens) é a de máxima igualdade possível na divisão, seja quanto ao valor, seja quanto à natureza e à qualidade dos bens. Na verdade, essa premissa já constava no art....
Ponderações sobre o usucapião familiar/afetivo perante a legislação brasileira
Migalhas de Peso
9/3/2021

Ponderações sobre o usucapião familiar/afetivo perante a legislação brasileira

... casal”. Sob esse palio, se mostra interessante a preconização de Silvio de Salvo Venosa (2017,p.197, 17º ed): Outra questão que pode trazer certa celeuma é o fato de o legislador ter restringido essa modalidade de usucapião ao imóvel urbano. Não pode deixar de ser aplicado o principio se o casal é titular de imóvel descrito no texto, situado em área rural, mas utilizado para moradia. Desse modo que, se a retirada obrigatória de uma das partes que integram o polo matrimonial se tornar oriunda de ordem judicial, como exemplo, medidas acautelatórias derivadas da Lei Maria da Penha (lei 13.340/06), nesse caso...
O divórcio unilateral e seu vínculo no ordenamento jurídico brasileiro
Migalhas de Peso
5/3/2021

O divórcio unilateral e seu vínculo no ordenamento jurídico brasileiro

... passadas, com base nessas menções se tem o pronunciamento de Silvio de Salvo Venosa (2010, p. 204, 10º ed): A história do divórcio no Brasil traduz uma árdua e calorosa batalha legislativa e social, decorrente de longa e histórica tradição antidivorcista, sustentadamente pela igreja, que erige o casamento em sacramento. As tentativas de admissão no divórcio no Brasil sempre esbarravam na oposição da Igreja Católica e especificadamente no fato de a indissolubilidade do matrimônio pertencer à ordem constitucional, dificultando sua emenda. Em termos doutrinários, a separação judicial pode ter alguns vestígios...
Negócio jurídico e limites processuais
Migalhas de Peso
3/3/2021

Negócio jurídico e limites processuais

Os fatos jurídicos, de acordo com Sílvio de Salvo Venosa e Antonio do Passo Cabral, são divididos entre fatos naturais, os quais são caracterizados pelos atos involuntários provenientes da própria natureza e sobre eles não há a incidência das normas jurídicas; e atos jurídicos, que, por sua vez, são atos emanados da vontade do ser humano e que geram, por consequência, reflexos no plano jurídico. Dentro da categoria dos fatos jurídicos há uma subdivisão: atos jurídicos em sentido estrito e os negócios jurídicos. A diferença primordial entre estes dois subitens é a presença da manifestação de vontade do...
A possibilidade de cobrança extrajudicial de dívida prescrita e a impossibilidade de o Judiciário decidir contra o princípio da "supremacia do Poder Legislativo"
Migalhas de Peso
18/12/2020

A possibilidade de cobrança extrajudicial de dívida prescrita e a impossibilidade de o Judiciário decidir contra o princípio da "supremacia do Poder Legislativo"

... exigi-lo judicialmente. Nesse sentido, o ilustríssimo jurista Silvio de Salvo Venosa1 pondera que: A dívida prescrita pertence à mesma classe das obrigações naturais. Apenas o Código teve de mencioná-las expressamente, podendo, em certos casos, ser reconhecida de ofício pelo juiz. O pagamento de dívida prescrita é verdadeira renúncia do favor da prescrição. Não há direito de repetição. Ademais quem recebe dívida prescrita não se locupleta indevidamente, pois, conforme a distinção tradicional na doutrina, a prescrição extingue a ação, mas não o direito. Mesmo prescrita, a obrigação existe. Mesmo prescrita...
Os institutos da sub-rogação e subcontratação nos contratos públicos sob a ótica do TCU
Migalhas de Peso
18/11/2020

Os institutos da sub-rogação e subcontratação nos contratos públicos sob a ótica do TCU

... devedor principal e eventuais fiadores5. Acerca do assunto, Silvio de Salvo Venosa (2005) preleciona: Como verificado o termo sub-rogação, per si, significa substituição, assim a sub-rogação não extingue propriamente a obrigação. O instituto contemplado nos arts. 346 do Código Civil faz subsistir o sujeito da obrigação. Na seara privada, no pagamento com sub-rogação, um terceiro, e não o primitivo devedor, efetua o pagamento. Dessa maneira, esse terceiro substitui o devedor originário da obrigação, de forma que passa a dispor de todos os direitos, ações e garantias que tinha o primeiro6. Entrementes, convém...
Dano moral: Fato cotidiano ou dano efetivo?
Migalhas de Peso
6/10/2020

Dano moral: Fato cotidiano ou dano efetivo?

... consciência. São Paulo: Editora de Direito, 1999. VENOSA, Silvio de Salvo Venosa. Direito Civil: Responsabilidade Civil. São Paulo: Atlas, Vol. IV. 3ª Ed. 2003. V. _________ *Martina Catini Trombeta é advogada sócia da Catini Trombeta. Graduada em Direito pela PUC/Campinas. Pós-graduada em Direitos Humanos pela Universidade de Coimbra/PT. Pós-graduada em Direito Previdenciário pela FACAB - Universidade Casa Branca.
A possibilidade de usucapião no comodato
Migalhas de Peso
24/9/2020

A possibilidade de usucapião no comodato

... entre o interesse coletivo e o interesse individual. O exímio Silvio de Salvo Venosa, sobre o assunto, ensina que “a justa aplicação do direito de propriedade depende do encontro do ponto de equilíbrio entre o interesse coletivo e o interesse individual. Isso nem sempre é alcançado pelas leis, normas abstratas e frias, ora envelhecidas pelo ranço de antigas concepções, ora falsamente sociais e progressistas, decorrentes de oportunismos e interesses corporativos. Cabe a jurisprudência responder aos anseios da sociedade em cada momento histórico”3. Com o advento da Emenda Constitucional 26, o Poder Constituinte...
A natureza jurídica da convenção de condomínio
Migalhas de Peso
22/9/2020

A natureza jurídica da convenção de condomínio

... fechado, representado pelo edifício, é aceita sem relutâncias”. Silvio de Salvo Venosa7 comunga do mesmo entendimento, como vemos: “Como se percebe, esse ato normativo pode decorrer de avença contratual, mas não é a sua natureza primordial. O § 3° do art. 9° da lei anterior descreve quais os requisitos essenciais da convenção. Às partes cabe acrescentar o que lhes convier, desde que não contrarie a lei e o direito de cada titular”.  Assim também o escólio de Vitor Frederico Kimpel8: “A convenção não tem natureza contratual, mas institucional, o que implica dizer que obriga o condômino, ou possuidor,...
MIGALHAS nº 4.871
Informativo Migalhas
12/6/2020

MIGALHAS nº 4.871

..., ouvimos a opinião de um dos maiores doutrinadores pátrios:Sílvio de Salvo Venosa. Assista. (Clique aqui)STF – Plenário virtualSessão finalizada, mas resultado incerto: o julgamento conjunto de três ações no plenário virtual do STF, em sessão que terminou na semana passada, suscitou questionamento interessante, pois entre a maioria formada há divergência. Trata-se de processos que versam acerca do regime de contratação por conselhos profissionais. Já há petições apontando interpretações diversas para o voto do ministro Fachin e, consequentemente, pleiteando diferentes declarações do resultado. Entenda, clique...
Da alteração do nome
Migalhas de Peso
8/5/2020

Da alteração do nome

... 145, p. 125), vendo, pois, a necessidade de motivo. 5 Cf. Silvio de Salvo Venosa (2005, p. 222). 6 Cf. Walter Ceneviva (ob. cit., n. 141, p. 121). 7 Diferentemente entende Rodrigo Santos Neves (2013, p. 99). 8 TJ/SP, Revista dos Tribunais, 416/140, conforme nota de rodapé 38 do livro Lei dos Registros Públicos Comentada (CENEVIVA, 1997). 9 Há nota ao art. 57 da LRP do Código Civil e Legislação Civil em Vigor (NEGRÃO et al., 2019, p. 1.755), com posições diferentes relativamente ao sobrenome Pinto, sendo de se registrar, nos casos de não aceitação da supressão, que o argumento principal é o prejuízo que...
A lei da liberdade econômica e a boa-fé contratual na superação da crise
Migalhas de Peso
6/5/2020

A lei da liberdade econômica e a boa-fé contratual na superação da crise

... a excepcionalidade da revisão contratual. A esse respeito, Sílvio de Salvo Venosa recorda que, para analisar se o contrato cumpre sua função social, é necessário observar, inclusive, seu momento histórico: Preservada a autonomia da vontade, o grande baluarte pactual, importa verificar no caso concreto se o contrato em si, ou cláusulas deste, transgridem uma função social. Não só o caso concreto responderá a questão, como outros fatores como o momento histórico e o posição geográfica do contrato, por exemplo.4 Isso força-nos a dizer que agora, mais que nunca, os contratos devem ser discutidos e, se necessário,...
Alterações contratuais decorrentes da pandemia do coronavírus
Migalhas de Peso
28/4/2020

Alterações contratuais decorrentes da pandemia do coronavírus

... trato sucessivo.  Quanto a imprevisibilidade do fato, segundo Silvio de Salvo Venosa: "a imprevisão deve ser um fenômeno global, que atinja a sociedade em geral, um segmento palpável de toda essa sociedade. É a guerra, a revolução, o golpe de Estado, totalmente imprevistos" (Silvio Venosa, Direito civil: Teoria Geral das Obrigações e Teoria Geral dos Contratos, 7ª ed., São Paulo: Atlas, 2007, v. 2, nº 22.2, p. 430). No entanto, em virtude do contexto econômico do Brasil, a jurisprudência já reconheceu que   não podem ser considerados fatos imprevisíveis: mudança de moeda; inflação; variação cambial; crise...
MIGALHAS nº 4.832
Informativo Migalhas
15/4/2020

MIGALHAS nº 4.832

...a em tempos de pandemia" O advogado e festejado doutrinador Sílvio de Salvo Venosa (Demarest Advogados) e a professora Roberta Densa apresentam um primeiro tratado sobre a mora e o adimplemento nos tempos da pandemia. É, com o perdão do inevitável trocadilho, doutrina venosa e densa que merece ser lida. (Clique aqui) Embargos à execução Justiça de SP defere liminar a instituição financeira e suspende exigibilidade de crédito não tributário objeto de execução, reconhecendo a tempestividade dos embargos opostos. A juíza de Direito Marcia Yoshie Ishikawa assentou que o prazo para oposição de embargos tem início...
MIGALHAS nº 4.827
Informativo Migalhas
7/4/2020

MIGALHAS nº 4.827

... Rodrigues Junior, Paula Andréa Forgioni, Rodrigo Xavier Leonardo e Sílvio de Salvo Venosa. A oportunidade é impagável, mas a inscrição no webinar é gratuita! (Clique aqui) Tempos de guerra O desembargador Cesar Ciampolini, do TJ/SP, concedeu a uma empresária a possibilidade do parcelamento de dívida referente à participação societária que adquiriu. O magistrado determinou que o valor total das parcelas de abril, maio e junho seja pago em dez prestações mensais e justificou: "Em tempo de guerra, que é, mutatis mutandis, aquele que vivemos em face da pandemia do coronavírus, assim deve realmente ser." (Clique...
O impacto do PL 1.179 nos contratos
TV Migalhas
7/4/2020

O impacto do PL 1.179 nos contratos

O plenário do Senado aprovou na última sexta-feira o texto-base do PL 1.179/20, que altera relações jurídicas privadas durante a pandemia. O texto inicial foi apresentado pelo senador Antonio Anastasia e cria o RJET - Regime Jurídico Emergencial e Transitório e altera diversos pontos das relações jurídicas de Direito Privado no período da pandemia do coronavírus. Para discutir o impacto do PL nos...

MIGALHAS nº 4.822
Informativo Migalhas
31/3/2020

MIGALHAS nº 4.822

... trazemos hoje a opinião de um dos maiores doutrinadores pátrios, Sílvio de Salvo Venosa. Emprestando suas luzes à discussão, Sílvio Venosa fala de aspectos positivos da norma.Clique aqui para ver com exclusividade. Convite ao estudoNosso vibrante matutino insiste com seus fiéis leitores para que se debrucem sobre o pontos do PL e estudem as questões abarcadas. Há desde contratos locatícios até questões consumeristas, passando por prisão de devedor de alimentos a prazos de prescrição. Enfim, são diversos temas que merecem acurada análise. (Clique aqui)Contribuições ao textoEste nosso rotativo, andando na vanguarda,...
Coronavírus e dano moral: O paradoxo da responsabilidade civil no contrato de trabalho
Migalhas de Peso
25/3/2020

Coronavírus e dano moral: O paradoxo da responsabilidade civil no contrato de trabalho

... não. A Responsabilidade Civil De acordo com o doutrinador Sílvio de Salvo Venosa (2008, p. 2), Os danos que devem ser reparados são aqueles de índole jurídica, embora possam ter conteúdo também de cunho moral, religioso, social, ético, etc., somente merecendo a reparação do dano as transgressões dentro dos princípios obrigacionais. Sendo assim, entende-se por responsabilidade civil o dever atribuído a um indivíduo de reparar os danos provocados a outrem, por situação que tenha originado prejuízos jurídicos, como consequência da prática de ato considerado ilícito. Nesse sentido, estatui o art. 186 do...
Advogados destacam polêmicas e apontam caminhos sobre herança digital
Migalhas Quentes
12/12/2019

Advogados destacam polêmicas e apontam caminhos sobre herança digital

... Mendonça (Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados Associados), Sílvio de Salvo Venosa (Demarest Advogados) e Alexandre Atheniense falam sobre a importância da implantação de normas que tratem do legado digital.  Vácuo legislativo A normatização da questão da herança digital é importante, de acordo com a advogada Celina, uma vez que ainda não há uma lei específica sobre o tema. Segundo a causídica, enquanto não há uma definição na legislação sobre todos os bens que compõem a herança digital, aqueles que buscam resguardar direitos ou proteger a imagem do autor da herança, devem submeter tais questões...
Presença de corpo estranho em alimento, sem consumo, pode acarretar em danos morais
Migalhas de Peso
11/12/2019

Presença de corpo estranho em alimento, sem consumo, pode acarretar em danos morais

Augusto Mohd Popp
... veja-se a definição de dano moral abordada pelo doutrinador Sílvio de Salvo Venosa: Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Nesse campo, o prejuízo transita pelo imponderável, daí por que aumentam as dificuldades de se estabelecer a justa recompensa pelo dano. Em muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar a indenização. Aqui, também, é importante o critério objetivo do homem médio, o bonus pater familias: não se levará em conta o psiquismo do homem excessivamente sensível, que se aborrece...
O futuro da utilização do Airbnb nos condomínios residenciais
Migalhas de Peso
5/12/2019

O futuro da utilização do Airbnb nos condomínios residenciais

Allan Milagres, Flávio Pedron e Bruno Meneses
... convenções condominiais, as quais foram muito bem lembradas Sílvio de Salvo Venosa como “lei básica do condomínio”, cujo objetivo é “regular os direitos e deveres dos condôminos e ocupantes do edifício ou conjunto de edifícios”6, de forma a ditar as regras de (boa) convivência e de (bom) funcionamento do condomínio, sendo encargo do síndico fazer valer o seu cumprimento (art. 1.348, IV, CC). Inadmitindo a natureza de hospedagem dos contratos realizados através de aplicativos digitais (tais como o Airbnb), bem como sobre a impossibilidade de o condomínio proibir a locação (por temporada) dos imóveis de propriedade...
Resultado da Promoção Natal Migalhas 2019
Migalhas Quentes
2/12/2019

Resultado da Promoção Natal Migalhas 2019

... Direito Civil - Obrigações e Responsabilidade Civi - v. 2, 'Sílvio de Salvo Venosa' - Editora Atlas Caio Guimaraes, Advogado, Abreu & Guimarães Advogados Associados, Brasília/DF - A Que(m) Serve o Antitruste?, 'Bruno Braz de Castro' - Editora Singular Camila Cristina Marinho Vieira, Funcionária Pública, Funcionária Pública - Bacharel em Direito e Técnico Contábil, Osasco/SP - Vade Mecum Saraiva Premium, '' - Saraiva Jur Caren Ornellas do Couto, Analista Jurídica, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro/RJ - A Revolução do Antitruste no Brasil: A Era dos Cartéis, 'Org. Cesar Mattos' - Editora Singular Carla...
O bem de família contratual: questões notariais e registrais
Migalhas de Peso
5/11/2019

O bem de família contratual: questões notariais e registrais

Fernanda Leitão
...o de todo o patrimônio? Vejamos o que diz o grande jurista Sílvio de Salvo Venosa, in verbis: “A nova roupagem do bem de família entre nós irá demonstrar sua conveniência ou não. É inconveniente a oneração de todo o patrimônio do interessado. É desvantajoso para a sociedade e para o próprio instituidor a oneração de seu único imóvel, porque isso dificultará sua vida negocial: não poderá contrair empréstimos de vulto, pois as instituições financeiras pedirão outras garantias.” (g.n) Por outro lado, o CC vigente alterou, sobremaneira, o instituto do bem de família, possibilitando que um terceiro, por meio...
MIGALHAS nº 4.720
Informativo Migalhas
30/10/2019

MIGALHAS nº 4.720

... interpretativas para um negócio jurídico. Ao examinar cada dispositivo, Sílvio de Salvo Venosa e Luiza Wander Ruas (Demarest Advogados) concluem que a lei é mais uma norma plena de boas intenções: "Espera-se um novo período de maior liberdade nas negociações, manutenção dos contratos e estabilidade das relações para que os empresários e contratantes em geral se sintam mais confortáveis para realizar negócios no Brasil." (Clique aqui) Partidos políticos Em entrevista à Folha de S.Paulo, o ministro aposentado do TSE Cesar Asfor Rocha (Cesar Asfor Rocha Advogados) discorreu sobre a importância dos partidos...
A affectio societatis está viva e ativa no planeta Terra
Migalhas de Peso
9/7/2019

A affectio societatis está viva e ativa no planeta Terra

... para se atingir determinado objetivo.2 Entre os civilistas Silvio de Salvo Venosa não destoa desse mesmo entendimento, ao afirmar que a affectio societatis está presente no instituto da sociedade, conceituada como a intenção de associação e cooperação recíprocas, sem a qual o liame de ligação negocial entre os participantes não será de sociedade3. Passando para os comercialistas, J. X. Carvalho de Mendonça anota que, de acordo com os tratadistas, os contratantes da sociedade devem ter a vontade de formá-la, tendo Ulpiano denominado essa vontade de affectio societatis, exprimindo a intenção de reunir esforços...
MIGALHAS nº 4.597
Informativo Migalhas
8/5/2019

MIGALHAS nº 4.597

Quarta-feira, 8 de maio de 2019 - Migalhas nº 4.597.Fechamento às 10h35. Registro Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Fomentador: ADFAS - Associação de Direito de Família e das Sucessões Clique aqui "A fúria das balas não distingue: pega o que encontra." Monteiro Lobato Atirando para todo lado Publicado decreto 9.785/19 que, na prática, vai permitir que você, migalheiro incauto, encontre gente armada andando por aí. A norma dispensa diversos agentes públicos, ativos e inativos, de demonstrarem necessidade para portar arma. Entre estes,...
MIGALHAS nº 4.564
Informativo Migalhas
20/3/2019

MIGALHAS nº 4.564

Quarta-feira, 20 de março de 2019 - Migalhas nº 4.564.Fechamento às 11h22.   Registro Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Apoiador: Lopes & Lopes – Advogados Associados Clique aqui "A juventude é o broto da árvore." Monteiro Lobato !!! Que falta um estagiário faz! No Ceará, uma audiência não será realizada porque o estagiário está em período de provas e juízo não tem "outro servidor/estagiário para realizar o ato". Não acredita? Veja a certidão com seus próprios olhos. (Clique aqui) Indigestão Cliente que entrou na Justiça por ter pago R$...
MIGALHAS nº 4.556
Informativo Migalhas
8/3/2019

MIGALHAS nº 4.556

Sexta-feira, 8 de março de 2019 - Migalhas nº 4.556.Fechamento às 9h49.   Registro Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Apoiador: Molina & Reis Sociedade de Advogados Clique aqui "Um erro que se torna evidente é um erro que pode ser remediado. O perigo está nos erros inevidentes." Monteiro Lobato Aberratio Migalhas expôs na edição de ontem deste vibrante matutino a maior aberração da história jurídica brasileira: MPF de Curitiba se apropriando de dinheiro de multas penais para querer fazer políticas públicas. (Clique aqui) ???? Por que é tão...
MIGALHAS nº 4.554
Informativo Migalhas
6/3/2019

MIGALHAS nº 4.554

... que passa dos limites suportáveis de convivência. O advogado Sílvio de Salvo Venosa (sócio-consultor do Demarest Advogados) pondera que o legislador "teve rebuços em dizer expressamente" sobre a possibilidade de tal condômino ser impedido de utilizar os espaços condominiais e sua unidade, mas adianta: "a jurisprudência já tem sufragado essa posição quando a situação no caso concreto é insustentável". (Clique aqui) "A polêmica do exame da OAB" Em carta aberta ao presidente da República, Ana Tereza Basilio, vice-presidente da OAB/RJ, e Bruno Di Marino, defendem a importância da manutenção do exame da OAB:...
MIGALHAS nº 4.545
Informativo Migalhas
19/2/2019

MIGALHAS nº 4.545

... pelo sistema denominado Airbnb. Diante da novidade, o advogado Sílvio de Salvo Venosa, da banca Demarest Advogados, chama a atenção para uma questão sensível e polêmica: a quebra de segurança e interferência do sossego aos moradores de condomínios estritamente residenciais. (Clique aqui) Desapropriação Pagamento de indenização decorrente de desapropriação por utilidade pública deve ser feito em dinheiro. Decisão da Justiça de GO estabelece que valor não deve ser submetido ao regime de precatórios. (Clique aqui) FGTS – Brumadinho Na última semana, a AGU confirmou que o governo vai manter a liberação...
MIGALHAS nº 4.539
Informativo Migalhas
11/2/2019

MIGALHAS nº 4.539

Segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 - Migalhas nº 4.539.Fechamento às 10h15. "O juiz perfeito não é máquina de aplicar textos." Monteiro Lobato Magistratura nacional Com o emblemático título "Quem Somos – A magistratura que queremos", a AMB torna pública a pesquisa nacional que revela o perfil do magistrado brasileiro. O amplo estudo, dos professores Luiz Werneck Vianna, Maria Alice Rezende de Carvalho e Marcelo Baumann Burgos, e com o ministro Luis Felipe Salomão coordenando a Comissão Científica da AMB, chega a conclusões surpreendentes e que contestam o imaginário acerca...
MIGALHAS nº 4.412
Informativo Migalhas
3/8/2018

MIGALHAS nº 4.412

...Internacional de Mercadorias" (Atlas - 757p.), organizada por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Eduardo Ono Terashima, todos do escritório Demarest Advogados, vai para Naiane Pereira Duarte, de João Pessoa/PB. (Clique aqui) _____________ Bom fim de semana! _____________ Migalhas também é cultura ! Joaquim Manuel de MacedoPadre Antônio VieiraLuís Roberto BarrosoJoaquim NabucoPaulo Bomfim Lima BarretoOlavo BilacBernardo GuimarãesCamilo Castelo BrancoAluísio AzevedoBastos TigreRui BarbosaMachado de AssisEuclides da CunhaEça de QueirósJosé de Alencar Clique...
Resultado do sorteio da obra "A Convenção de Viena Sobre Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias"
Migalhas Quentes
3/8/2018

Resultado do sorteio da obra "A Convenção de Viena Sobre Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias"

...ideias que engrandece sobremaneira o livro.  Sobre os organizadores: Sílvio de Salvo Venosa é advogado, professor e membro da Academia Paulista de Magistrados. Consultor, parecerista e árbitro no escritório Demarest Advogados. Rafael Villar Gagliardi é bacharel, mestre e doutorando em Direito Civil pela PUC/SP. Membro do CIESP/FIESP, FIEP, ICCA, IBA e IDP. Sócio do escritório Demarest Advogados. Eduardo Ono Terashima é mestre em Direito Comercial Internacional pela UCL, mestrando em Direito Das Relações Econômicas Internacionais pela PUC/SP, especialista em Direito...
MIGALHAS nº 4.411
Informativo Migalhas
2/8/2018

MIGALHAS nº 4.411

...Internacional de Mercadorias" (Atlas - 757p.), organizada por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Eduardo Ono Terashima, todos do escritório Demarest Advogados, apresenta um estudo abrangente da Convenção de Viena de 1980. O livro é presente da editora. (Clique aqui) Lançamentos Hoje, o advogado Mário Delgado, sócio do escritório MLD - Mário Luiz Delgado Sociedade de Advogados, lança a obra "Código Civil do Futuro: Comentários aos Projetos de Reforma do Código Civil", da qual é coordenador. O evento será em SP, na Livraria da Vila (alameda Lorena, 1.731), às...
O fiador ainda é a melhor opção? Aspectos processuais e materiais da fiança
Migalhas de Peso
14/6/2018

O fiador ainda é a melhor opção? Aspectos processuais e materiais da fiança

...opção para garantir o contrato de locação de imóveis (urbanos)2. Sílvio de Salvo Venosa, doutrinador expoente do Direito Civil, advertia que, sem dúvida, a fiança, "tradicionalmente", é a garantia locatícia mais utilizada, "embora a lei sugira outras, até mais eficientes"3. Geralmente por amizade, um terceiro4 garante satisfazer perante o locador uma obrigação assumida pelo locatário, caso este não a cumpra5, respondendo, inclusive, com o seu único imóvel (residencial)6.   Selecionados bons fiadores, e obrigando-os como principais pagadores - obrigação solidária7, o locador e/ou...
Dano moral: indenização pela perda do tempo útil nas relações de consumo
Migalhas de Peso
3/5/2018

Dano moral: indenização pela perda do tempo útil nas relações de consumo

Paulo Henrique de Moraes Júnior
...consequência de atos ilícitos praticados por outrem. Nas palavras de Silvio de Salvo Venosa (2004): "A responsabilidade civil leva em conta, primordialmente, o dano, o prejuízo, o desiquilíbrio patrimonial, embora em sede de dano exclusivamente moral, o que se tem em mira é a dor psíquica ou o desconforto comportamental da vítima".1 (Grifei) E esse dever de reparação de danos causados, sejam eles extrapatrimoniais ou materiais, que estão previstos no Código Civil e também no Código de Defesa do Consumidor, possuem um caráter cíclico e mutante, sendo elas modificadas de...
Resultado da Promoção Natal Migalhas 2017
Migalhas Quentes
1/12/2017

Resultado da Promoção Natal Migalhas 2017

...Santa Maria/RS - E-Book - Direito Civil - Parte Geral - Vol. 1, "Sílvio de Salvo Venosa" - Editora Atlas Marcelo Eduardo Valentini Carneiro, Advogado, Caixa Econômica Federal, Lorena/SP - O Orçamento como Instrumento de Intervenção no Domínio Econômico, "Denis Camargo Passerotti" - Editora Blucher Marcelo Junior Del Zotto Lopes, Sócio, Litis Corretora de Seguros, Curitiba/PR - Revista de Direitos Difusos - Ano XVI - Vol. 66, "Coord. Guilherme José Purvin de Figueiredo" - Editora Letras Jurídicas Marcelo Valente Macedo, Advogado Associado, M&m Advogados Associados, Recife/PE -...
MIGALHAS nº 4.223
Informativo Migalhas
26/10/2017

MIGALHAS nº 4.223

...o direito real de laje, criado pela lei 13.465/17, o jurista Sílvio de Salvo Venosa destaca que "espera-se que a instituição desse insólito direito real de laje atinja bons resultados" e que o legislador "se preocupe também em resolver por outras formas mais apropriadas e eficientes o vasto problema habitacional brasileiro". (Clique aqui) Contribuições previdenciárias As contribuições sociais previdenciárias refletem alto custo financeiro e, se não observadas, podem causar despesas desnecessárias. Nesse sentido, a advogada Tatiana Maschietto Pucinelli, do escritório Fernandes,...
Responsabilidade pré-contratual nos negócios jurídicos
Migalhas de Peso
24/7/2017

Responsabilidade pré-contratual nos negócios jurídicos

Vitor Ferreira de Campos e Wellington Lincoln Seco
...a análise da boa-fé objetiva, segundo o renomado doutrinador Silvio de Salvo Venosa (2003, P. 409), "o intérprete deve sempre partir de um padrão de conduta comum, conduta do homem médio, no caso concreto. É um dever de agir de acordo com determinados padrões sociais estabelecidos e reconhecidos". Outrossim, consoante o comportamento da sociedade atual, em face da aceleração das relações negociais, inclusive por meio das relações jurídicas promovidas no meio virtual, o contrato ocupa uma centralidade presente no âmbito privado com o reforço do Estado pelo dirigismo contratual....
Condomínios: o dever de indenizar decorrente da queda de objetos da fachada de edifício
Migalhas de Peso
29/6/2017

Condomínios: o dever de indenizar decorrente da queda de objetos da fachada de edifício

...decorrente.Conforme as valiosas lições do doutrinador civilista Sílvio de Salvo Venosa: "Toda comunidade condominial responde pelo dano, podendo o condomínio ingressar com ação regressiva contra o causador direto. (...) Ao habitar um condomínio, o morador assume o risco de conviver nessa comunhão. Trata-se de mais um encargo da vida contemporânea. Ademais, essa solução encontrada pela jurisprudência atende à tendência moderna de pulverizar a responsabilidade no seio da sociedade para número amplo de pessoas, a fim de permitir sempre que possível a reparação do...
Grupos Econômicos, o incidente de desconsideração da personalidade jurídica e sua distinção das medidas urgentes (Art. 799, VIII, do NCPC)
Migalhas de Peso
11/1/2017

Grupos Econômicos, o incidente de desconsideração da personalidade jurídica e sua distinção das medidas urgentes (Art. 799, VIII, do NCPC)

Felipe Duarte
...particulares dos administradores ou sócios da pessoa jurídica. Sílvio de Salvo Venosa afirma: "Assim, quando a pessoa jurídica, ou melhor, a personalidade jurídica for utilizada para fugir a suas finalidades, para lesar terceiros, deve ser desconsiderada, isto é, não deve ser levada em conta a personalidade técnica, não deve ser tomada em consideração sua existência, decidindo o julgador como se o ato ou o negócio houvesse sido praticado pela pessoa natural (ou outra pessoa jurídica). Na realidade, nessas hipóteses, a pessoa natural procura um escudo de legitimidade na...
O inadimplemento antecipado do contrato
Migalhas de Peso
29/6/2016

O inadimplemento antecipado do contrato

...http://daleth.cjf.jus.br/revista/enunciados/IIIJornada.pdf> Acesso em: 20 maio 2016. VENOSA, Silvio de Salvo Venosa. Direito Civil. Teoria Geral das Obrigações e Teoria Geral dos Contratos.. 14. ed. São Paulo: Editora Atlas S.A, 2014. __________________ *Luana de Oliveira Carvalho é advogada no escritório Chenut Oliveira Santiago Sociedade de Advogados.
Resultado do sorteio da obra "Tratado de Direito das Famílias"
Migalhas Quentes
21/12/2015

Resultado do sorteio da obra "Tratado de Direito das Famílias"

...Rosenvald, Paulo Lôbo, Rodrigo da Cunha Pereira, Rolf Madaleno, Sílvio de Salvo Venosa, Tânia da Silva Pereira e Zeno Veloso.Segundo o coordenador da obra, Rodrigo da Cunha Pereira, presidente nacional do IBDFAM, o Direito deve dar proteção à essência das relações ainda que em detrimento, às vezes, da forma ou formalidade que o cerca. Por esta razão e é nesse sentido, garante, que a família ganhou interesse e relevância como núcleo formador e estruturante do sujeito. E portanto, a forma de constituí-la ou a formalidade que a cerca tem papel secundário em relação à dignidade de cada...
MIGALHAS nº 3.745
Informativo Migalhas
19/11/2015

MIGALHAS nº 3.745

...Barbosa e Marcos Antônio Pereira 9.527 8,11 Anis Kfouri e Sílvio de Salvo Venosa 7.160 6,09 AL Presidente/Vice Votos % Fernanda Marinela e Ednaldo Maiorano 1.809 38,81 Fernando Falcão e Luciano Almeida 1.653 35,47 Roberto Mendes e Vagner Paes 1.198 25,70 CFOAB Confira como está, até o momento, a "nova" formação do CFOAB. (Clique aqui) Alea jacta est No ES e em PE as eleições ocorrem hoje, até as 17h. Expectativa - I Amanhã é a vez dos advogados de AC, MA, MS e CE. Expectativa - II No sábado, são os advogados de MG e PI que vão às...
MIGALHAS nº 3.729
Informativo Migalhas
27/10/2015

MIGALHAS nº 3.729

...Mercadorias : Desafios e Perspectivas". A obra é organizada por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Eduardo Ono Terashima. O escritório Viseu Advogados realiza, em SP, workshop sobre "Recuperação Judicial - Desafios Atuais e Aspectos Polêmicos na Visão de Credores e Devedores". Instabilidade econômica e política, alta de juros e inflação, desconfiança do mercado e a própria quebra de empresas ligadas à cadeia produtiva, criam um cenário de incertezas, mas também podem significar grandes oportunidades. O evento acontece amanhã, das 9 às 11h30, e contará com a...
MIGALHAS nº 3.728
Informativo Migalhas
26/10/2015

MIGALHAS nº 3.728

...Compra e Venda Internacional de Mercadorias", organizado por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Eduardo Ono Terashima, sócios do escritório Demarest Advogados. O evento será em SP, na Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi (av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041), a partir das 18h30. Amanhã, a Editora Del Rey lança a obra "Princípio da Legalidade Penal", de Antônio de Padova Marchi Júnior. O evento será em BH, no Minas Tênis Clube I, das 18 às 22h. (Clique aqui) A Editora Saraiva lança, no próximo dia 4, os livros "Comércio Eletrônico", "Curso de Direito e...
O uso da "cláusula de melhores esforços" e sua aplicação no Brasil
Migalhas de Peso
5/5/2015

O uso da "cláusula de melhores esforços" e sua aplicação no Brasil

Paulo Bardella Caparelli
...Ou será apenas um simples acordo de cavalheiros?Alguns, como Silvio de Salvo Venosa, sustentam esta última hipótese: "Como já acenamos, tudo é no sentido de que não havendo comando ou ordem direta na cláusula para o contratante dar, fazer ou não fazer algo, mas simplesmente para que se conduza sob seus melhores esforços, a disposição não é contratual, não é coercível, equivalendo a simples exortação, a uma carta de intenções ou mero acordo de cavalheiros." Contudo, considerando-se o fato de que as transações frequentemente realizadas no Brasil e no exterior utilizam maciçamente tal...
Linhas gerais sobre o direito dos credores em razão da reorganização societária dos devedores
Migalhas de Peso
6/8/2014

Linhas gerais sobre o direito dos credores em razão da reorganização societária dos devedores

André da Silva Sacramento
...ajuizamento da ação anulatória é decadencial. Essa é a lição de Silvio de Salvo Venosa: O prazo decadencial para o exercício da demanda anulatória é de noventa dias, contados da publicação dos atos relativos à reorganização.7 Como verificado no parágrafo primeiro do citado artigo, o depósito em juízo do crédito prejudicará o pedido de anulação. Se ilíquida, a sociedade devedora poderá suspender o curso da anulatória mediante a caução do juízo. Isso porque, a causa de pedir seria justamente a insolvência das empresas, que acabaria por prejudicar seu direito de crédito. Mas não é...
Considerações sobre o contrato de trespasse
Migalhas de Peso
10/7/2014

Considerações sobre o contrato de trespasse

André da Silva Sacramento
...contados da publicação da transferência, se resultar em justa causa. Silvio de Salvo Venosa qualifica como justa causa o gravame, o desequilíbrio ou alteração da base do contrato, advindos da transmissão do estabelecimento, como por exemplo, quando o contrato contava com garantia fidejussória de pagamento pelo alienante, extinta com a alienação do estabelecimento e não renovada pelo adquirente.11 Por fim, examinaremos o artigo 1.149 do Estatuto Civil. Art. 1.149. A cessão dos créditos referentes ao estabelecimento transferido produzirá efeito em relação aos respectivos...
MIGALHAS nº 3.364
Informativo Migalhas
12/5/2014

MIGALHAS nº 3.364

...2014, e com a lei da ficha limpa. (Clique aqui)MigalhíssimasSilvio de Salvo Venosa, do Demarest Advogados, ministra hoje a palestra "Novas Manifestações Contratuais", no auditório da banca em Campinas. Amanhã, Tiago Câmara Miranda, do escritório Sacha Calmon - Misabel Derzi Consultores e Advogados, será palestrante do fórum de debates "Vantagens e desvantagens dos tipos de regime tributário : simples, lucro presumido e lucro real". O evento acontece das 8h30 às 10h30, em Nova Lima, na grande BH. Informações : (31) 2126-9787. O professor Luiz Fernando do Vale de...
O 13º Aluguel é abusivo?
Migalhas de Peso
16/4/2013

O 13º Aluguel é abusivo?

...para qualquer negócio jurídico desta natureza. O doutrinador Silvio de Salvo Venosa (in "Lei do Inquilinato Comentada", São Paulo, Editora Atlas, 2010, p. 102) entende que "o aluguel inicial é de livre fixação pelas partes". Da mesma forma, Gildo do Santos (in "Locação e Despejo". São Paulo, Editora Revista dos Tribunais, 2012, p. 150) expõe que "a fixação do aluguel, no momento de contratar a locação, baseia-se no princípio da autonomia da vontade". Ou seja, a melhor doutrina tem posicionamento no sentido de que as partes contratantes, locador e locatário, é que decidem o valor...
O parcelamento do aluguel sem a anuência do fiador o desonerade sua obrigação de principal devedor?
Migalhas de Peso
14/2/2013

O parcelamento do aluguel sem a anuência do fiador o desonerade sua obrigação de principal devedor?

...Código Civil dispõe acerca de moratória que, conforme leciona Sílvio de Salvo Venosa (in "Direito Civil, Vol. 3, p. 401"), não pode ser confundida com mera tolerância do credor. Por essas razões, entendemos que as decisões dos Tribunais de São Paulo e do Rio Grande do Sul, além da 6ª Turma do STJ, são absolutamente coerentes e prestigiam a boa aplicação da Justiça e da própria legislação, sendo certo que o assunto merece um pronunciamento definitivo da Corte Especial do STJ. "O presente trabalho não representa necessariamente a opinião do escritório, servindo apenas de base para...
A prescrição da pretensão dos aluguéis e o fiador nos contratos de locação
Migalhas de Peso
26/12/2012

A prescrição da pretensão dos aluguéis e o fiador nos contratos de locação

...imóvel tenha sido anteriormente abandonado, conforme pontua Silvio de Salvo Venosa5. Tal medida não é recomendada, pois a empresa, além de usar do Judiciário para resolver uma questão com três ações, terá gastos altíssimos com o pagamento de custas judiciais6. Portanto, a simples ação de despejo, sem cobrança, não interrompe a prescrição dos aluguéis, uma vez que o devedor precisa ser constituído em mora no que se refere a tais verbas pretendidas. Isso também vale para o fiador, que é devedor solidário e sempre lembrando que ele pode ser considerado parte ilegítima se for...
Google pagará multa de R$ 2 mi por não retirar conteúdo ofensivo
Migalhas Quentes
20/12/2012

Google pagará multa de R$ 2 mi por não retirar conteúdo ofensivo

...situação jurídica que o obrigue a agir, a impedir um resultado" (Sílvio de Salvo Venosa, "Direito Civil", Atlas, 4ª ed., vol. 4, 2004, págs. 26/32) - grifo não original. No caso em apreço revela-se nítida a omissão da requerida Google no dever de evitar a propagação das ofensas pessoais dirigidas à honra e à imagem da autora em plena disputa eleitoral. Assim, quando a requerida Google recebeu a ordem judicial de retirada do conteúdo do blog, em virtude do reconhecimento de abuso contido no sítio eletrônico, competia a ela (provedora) agir para cessar a propagação das ofensas...
TJ/SC extingue pensão alimentícia de mais de R$ 30 mil
Migalhas Quentes
26/11/2012

TJ/SC extingue pensão alimentícia de mais de R$ 30 mil

...Tribunais, 2002. p. 725). Discorrendo acerca da matéria, o célebre Sílvio de Salvo Venosa ensina que Não podemos pretender que o fornecedor de alimentos fique entregue à necessidade, nem que o necessitado se locuplete a sua custa. Cabe ao juiz ponderar os dois valores de ordem axiológica em destaque. Destarte, só pode reclamar alimentos quem comprovar que não pode sustentar-se com seu próprio esforço. Não podem os alimentos converter-se em prêmio para os néscios e descomprometidos com a vida. Se, no entanto, o alimentando encontra-se em situação de penúria, ainda que por ele...
TJ/SC corta pensão de psicóloga dona de Pajero e imóveis
Migalhas Quentes
21/10/2012

TJ/SC corta pensão de psicóloga dona de Pajero e imóveis

...Tribunais, 2002. p. 725). Discorrendo acerca da matéria, o célebre Sílvio de Salvo Venosa ensina que Não podemos pretender que o fornecedor de alimentos fique entregue à necessidade, nem que o necessitado se locuplete a sua custa. Cabe ao juiz ponderar os dois valores de ordem axiológica em destaque. Destarte, só pode reclamar alimentos quem comprovar que não pode sustentar-se com seu próprio esforço. Não podem os alimentos converter-se em prêmio para os néscios e descomprometidos com a vida. Se, no entanto, o alimentando encontra-se em situação de penúria, ainda que por ele...
MIGALHAS nº 2.978
Informativo Migalhas
11/10/2012

MIGALHAS nº 2.978

...Civil - Desafios e Perspectivas" (Atlas - 886p.), coordenada por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Paulo Magalhães Nasser, sócios do escritório Demarest e Almeida Advogados. (Clique aqui) _____________ Bom feriado ! _____________ Migalhas também é cultura ! Olavo Bilac Aluísio Azevedo Rui Barbosa Machado de Assis Euclides da Cunha Eça de Queirós José de Alencar Clique aqui _____________ Mural Migalhas Veja abaixo as cidades carentes de profissionais : AL/Teotônio VilelaBA/AracatuBA/QuijingueCE/CroatáCE/JaguaribeES/Água Doce do...
Resultado do sorteio da obra "10 Anos do Código Civil – Desafios e Perspectivas"
Migalhas Quentes
11/10/2012

Resultado do sorteio da obra "10 Anos do Código Civil – Desafios e Perspectivas"

...desenvolvimento teórico e prático do Direito Civil.Sobre os coordenadores :Sílvio de Salvo Venosa é sócio do escritório Demarest e Almeida Advogados. Juiz aposentando do Primeiro Tribunal de Alcada Civil de SP, tendo exercido a magistratura nesse Estado por 25 anos. Consultor e assessor de escritorios de advocacia. Foi professor em varias faculdades de Direito no Estado de SP. Professor convidado e palestrante em instituições docentes e profissionais em todo o país. Membro da Academia Paulista de Magistrados. Rafael Villar Gagliardi é sócio do escritório Demarest e Almeida...
MIGALHAS nº 2.977
Informativo Migalhas
10/10/2012

MIGALHAS nº 2.977

...Civil - Desafios e Perspectivas" (Atlas - 886p.), coordenada por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Paulo Magalhães Nasser, sócios do escritório Demarest e Almeida Advogados, é reunir estudos de juristas sobre institutos presentes no CC, em especial com uma análise do desenvolvimento teórico e da aplicação prática dos temas ao longo dos últimos 10 anos. O exemplar foi doado pelo escritório. (Clique aqui) Agradecimento Migalhas agradece ao professor Roberto Rosas pelo exemplar da 14ª edição da obra "Direito Sumular", que já integra a biblioteca desta...
MIGALHAS nº 2.972
Informativo Migalhas
3/10/2012

MIGALHAS nº 2.972

...Anos do Código Civil : Desafios e Perspectivas", coordenado por Sílvio de Salvo Venosa, Rafael Villar Gagliardi e Paulo Magalhães Nasser, sócios do escritório Demarest e Almeida Advogados. O evento será na Livraria da Vila (alameda Lorena, 1.731, SP), das 18h30 às 21h30. (Clique aqui) No próximo dia 26, a Editora Fórum lança o livro "Direito Constitucional e Internacional dos Direitos Humanos", coordenado por Alexandre Coutinho Pagliarini e Dimitri Dimoulis. O evento será em Aracaju/SE, no TCE (av. Conselheiro João Evangelista Maciel Porto, s/n - Espaço Cultural Min. Carlos Ayres...
Empresa é condenada por reduzir salário de trabalhador paraplégico
Migalhas Quentes
14/9/2012

Empresa é condenada por reduzir salário de trabalhador paraplégico

...matéria ora apreciada, colaciono os ensinamentos do insigne Sílvio de Salvo Venosa, verbis: Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Nesse campo, o prejuízo transita pelo imponderável, daí porque aumentam as dificuldades de se estabelecer a justa recompensa pelo dano. Em muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar a indenização. Aqui também é importante o critério objetivo do homem médio, o bonus pater familias: não se levará em conta o psiquismo do homem...
MercadoLivre.com indenizará usuário que vendeu notebook mas não recebeu pagamento
Migalhas Quentes
20/8/2012

MercadoLivre.com indenizará usuário que vendeu notebook mas não recebeu pagamento

...Paulo: Revista dos Tribunais, 2005, pp. 22 e 23).Nos dizeres de Sílvio de Salvo Venosa:Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Nesse campo, o prejuízo transita pelo imponderável, daí por que aumentam as dificuldades de se estabelecer a justa recompensa pelo dano. Em muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar indenização. Aqui também é importante o critério objetivo do homem médio, o bonus pater familias: não se levará em conta o psiquismo do homem excessivamente...
Jovem sem interesse por estudos perde direito a pensão
Migalhas Quentes
14/8/2012

Jovem sem interesse por estudos perde direito a pensão

...Revista dos Tribunais. 2002. p. 725). No mesmo rumo, o preclaro Sílvio de Salvo Venosa doutrina que Não podemos pretender que o fornecedor de alimentos fique entregue à necessidade, nem que o necessitado se locuplete a sua custa. Cabe ao juiz ponderar os dois valores de ordem axiológica em destaque. Destarte, só pode reclamar alimentos quem comprovar que não pode sustentar-se com seu próprio esforço. Não podem os alimentos converter-se em prêmio para os néscios e descomprometidos com a vida. Se, no entanto, o alimentando encontra-se em situação de penúria, ainda que por ele...
Representação contra advogado não configura abuso de direito
Migalhas Quentes
13/8/2012

Representação contra advogado não configura abuso de direito

...por danos morais, . Nessa esteira, são os ensinamentos de Silvio de Salvo Venosa2: Assim como a legítima defesa, também não são passíveis de indenização os danos praticados no exercício regular de um direito. Na mesma dicção, deve estar subentendida outra excludente de índole criminal, o estrito cumprimento de dever legal, porque atua no exercício regular de um direito reconhecido quem pratica ato no estrito cumprimento do dever legal. A compreensão dessas excludentes pertence ao Direito Penal, que as estuda em profundidade. A regularidade do direito deve ser avaliada pelo...
O dano moral da pessoa jurídica
Migalhas de Peso
4/6/2012

O dano moral da pessoa jurídica

Marcelo C. Mascaro Nascimento
...jurídicas torna-se mais complexo. Daí a observação do civilista Sílvio de Salvo Venosa segundo a qual "em se tratando de pessoa jurídica, o dano moral de que é vítima atinge seu nome e tradição de mercado e terá sempre repercussão econômica, ainda que indireta. De qualquer forma, a reparabilidade do dano moral causado à pessoa jurídica ainda sofre certas restrições na doutrina e na jurisprudência, principalmente por parte dos que defendem que a personalidade é bem personalíssimo, exclusivo da pessoa natural. Para essa posição, seus defensores levam em consideração que dano moral...
Funcionário demitido por deter suspeito de furto reverte justa causa
Migalhas Quentes
14/5/2012

Funcionário demitido por deter suspeito de furto reverte justa causa

...(Responsabilidade Civil, Rio de Janeiro, Forense, 2002, página 60). Sílvio de Salvo Venosa também vaticina que se afigura imprescindível ao julgador, ainda, avaliar a "situação particular de nosso país de pobreza endêmica e má e injusta distribuição de renda" (Direito Civil - Responsabilidade Civil, São Paulo, Editora Atlas, 2003, página 35). Logo, a indenização, sem desconsiderar o princípio voltado à integral reparação da vítima, não pode acarretar a penúria ou pobreza do causador do dano, inviabilizando o prosseguimento da atividade econômica pelo empregador, sob pena de criar...
Depiladora consegue indenização por danos morais mesmo sem vínculo empregatício
Migalhas Quentes
23/4/2012

Depiladora consegue indenização por danos morais mesmo sem vínculo empregatício

...ilícito. Nesse sentido, trago à colação os ensinamentos de Sílvio de Salvo Venosa, verbis: Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Nesse campo, o prejuízo transita pelo imponderável, daí porque aumentam as dificuldades de se estabelecer a justa recompensa pelo dano. Em muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar a indenização. Aqui também é importante o critério objetivo do homem médio, o bônus pater familias: não se levará em conta o psiquismo do homem...
A franquia empresarial e a expectativa do consumidor
Migalhas de Peso
16/4/2012

A franquia empresarial e a expectativa do consumidor

...franqueador e do franqueado perante o consumidor, o professor Silvio de Salvo Venosa ensina que, no caso concreto, há que se levar em conta, a vulnerabilidade de uma das partes. De acordo com seus ensinamentos "... nas relações de consumo, perante o consumidor final, qualquer dessas empresas é responsável nos termos ampliativos do art. 3º, que define fornecedor. Destarte, prejuízos causados na relação de consumo podem colocar no pólo passivo, tanto o franqueado, como o franqueador, não importando a amplitude e a natureza da relação interna entre eles. Essa lei estabelece...
Código civil 2002: Condomínio e garagem - Atualidades
Migalhas de Peso
3/4/2012

Código civil 2002: Condomínio e garagem - Atualidades

...edição - SP - Editora Revista dos Tribunais 2005, p. 239-241), Silvio de Salvo Venosa(Direito Civil - V5- Direitos Reais- 7ª edição São Paulo: Atlas, 2007, p. 341-344), Francisco Eduardo Loureiro (Código Civil Comentado, Org. Ministro Cezar Peluso, Barueri, SP; Manoele, 2007, p.1207, Comentário ao artigo 1339), Ademar Fioranelli(Direito Registral Imobiliário. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 2001, p. 581- 582) e Américo Izidoro Angélico(Condomínio no Novo Código Civil, São Paulo: Juarez de Oliveira, 2003, p.30) e no parecer da Douta Procuradoria Geral da Justiça , não se...
Comprovação de ameaça de morte por chefe convalida dano moral e rescisão indireta
Migalhas Quentes
12/3/2012

Comprovação de ameaça de morte por chefe convalida dano moral e rescisão indireta

...doutrina, em típico dano imaterial. Nessa esteira, o pensamento de Silvio de Salvo Venosa4: "O dano moral, em sentido lato, abrange não somente os danos psicológicos; não se traduz unicamente por uma variação psíquica, mas também pela dor ou padecimento moral, que não aflora perceptivelmente em outro sintoma. A dor moral insere-se no amplo campo da teoria dos valores". Portanto, é missão do Direito do Trabalho proteger os bens que compõem a estrutura da personalidade do homem nas relações de trabalho, e este papel deve ser desempenhado com propriedade, tornando-se aqui...
Supermercado deve responder por furto de veículo em seu estacionamento
Migalhas Quentes
5/3/2012

Supermercado deve responder por furto de veículo em seu estacionamento

...indenizável. 3. ed. São Paulo: Editora Método, 2001. p. 122). Sílvio de Salvo Venosa, no mesmo sentido, acentua que: Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Sua atuação e dentro dos direitos da personalidade. Nesse campo o prejuízo transita pelo imponderável, dai porque aumentam dificuldades de se estabelecer ajusta recompensa pelo dano. E muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar indenização (Direito civil: responsabilidade civil. 6 ed. São Paulo: Atlas,...
Abuso do direito de ação gera indenização por danos morais
Migalhas Quentes
6/2/2012

Abuso do direito de ação gera indenização por danos morais

...civil prevista no art. 188, do CC e a seu respeito assim pondera Sílvio de Salvo Venosa: "No ato ilícito, há um procedimento contrário ao Direito. Portanto, o exercício de um direito elimina a ilicitude. Quem exerce um direito não provoca o dano (qui iure suo utitur nemine facite damnum). O credor que, preenchendo as condições legais, requer a falência do devedor comerciante; o proprietário que constrói em seu terreno, embora tolhendo a vista do vizinho, apesar de esses agentes causarem dano a outrem, não estão obrigados a indenizá-lo, porque agem na esfera de seu direito. Sempre...
Ofensa em Orkut gera indenização para apresentador de TV
Migalhas Quentes
30/1/2012

Ofensa em Orkut gera indenização para apresentador de TV

...reparação, Rio de Janeiro: Forense, 1983, 3ª ed., p. 11). E Sílvio de Salvo Venosa, arremata: "dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Sua atuação é dentro dos direitos da personalidade (Direito Civil: responsabilidade civil. vol. 4. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2005. p. 47). A propósito, colhe-se do Superior Tribunal de Justiça: "O dano moral, tido como lesão à personalidade, à honra da pessoa, mostra-se às vezes de difícil constatação, por atingir os seus reflexos parte muito íntima do indivíduo - o seu interior. Foi visando, então, a...
As notícias que marcaram a semana do Informativo Migalhas
Migalhas Quentes
14/1/2012

As notícias que marcaram a semana do Informativo Migalhas

...legislação nacional. Para registrar a efeméride, o professor Sílvio de Salvo Venosa, um dos maiores civilistas pátrios, festejado doutrinador, nos presenteou com um artigo. No texto, ele ressaltou que, com o distanciamento do tempo, o CC colocou o magistrado como peça fundamental na utilização do estatuto, exigindo do julgador "perspicácia social e elevada cultura, além de tranquilidade comportamental" Terça-feira, 10 de janeiro de 2012 - Migalhas nº 2.790 Na terça-feira, foi a vez de registrarmos os 39 anos do CPC. Em matéria, relembramos as sugestões do ministro Cezar...
Série de artigos do professor Sílvio Venosa sobre o CC
Migalhas Quentes
9/1/2012

Série de artigos do professor Sílvio Venosa sobre o CC

...professor Sílvio Venosa sobre o CC Em janeiro de 2003, o professor Sílvio de Salvo Venosa publicava na seção "Migalhas de Peso" uma série de textos em que elucidava as novidades trazidas pela lei que instituiu o novo Código Civil. Confira: O Instituto da lesão nos Contratos A morte presumida no novo Código Civil O condomínio edilício no novo Código Civil O direito de superfício no novo Código Civil A hipoteca no novo Código Civil A responsabilidade objetiva no novo Código Civil A responsabilidade civil dos advogados A boa-fé contratual no novo Código...
MIGALHAS nº 2.789
Informativo Migalhas
9/1/2012

MIGALHAS nº 2.789

...brasileiros, o então novo CC foi alvo de análises e explicações do professor Sílvio de Salvo Venosa, em uma série de textos publicados em janeiro de 2003. Relembre essa preciosidade divulgada nas prestigiadas "Migalhas de Peso". (Clique aqui) ____________ Acesso Hoje, voltando à labuta, os advogados paulistas terão uma surpresa. É que o sistema de consulta processual do TJ/SP mudou. E, com a mudança, naturalmente surgiram dúvidas. Por exemplo, quem tentou na semana passada acessar alguma decisão de processo (que não estava sob segredo de justiça) recebia a seguinte informação :...
PM alvo de chacotas em comunidade do Orkut será indenizado
Migalhas Quentes
9/12/2011

PM alvo de chacotas em comunidade do Orkut será indenizado

...gravosos a algum dos direitos da personalidade. Conforme ensina Sílvio de Salvo Venosa: "Dano moral é o prejuízo que afeta o ânimo psíquico, moral e intelectual da vítima. Nesse campo, o prejuízo transita pelo imponderável, daí por que aumentam as dificuldades de se estabelecer a justa recompensa pelo dano. Em muitas situações, cuida-se de indenizar o inefável. Não é também qualquer dissabor comezinho da vida que pode acarretar indenização. Aqui também é importante o critério objetivo do homem médio, o bonus pater famílias: não se levará em conta o psiquismo do homem...
MIGALHAS nº 2.643
Informativo Migalhas
2/6/2011

MIGALHAS nº 2.643

...obra "Responsabilidade Civil Contemporânea - Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa" (Atlas - 766p.), coordenada por Otavio Luiz Rodrigues Junior, Gladston Mamede e Maria Vital da Rocha, vai para Fernanda Siqueira, advogada da Distribuidora Farmacêutica Panarello, de Goiânia/GO. (Clique aqui) _____________ Migalhas também é cultura ! Aluísio Azevedo Rui Barbosa Machado de Assis Euclides da Cunha Eça de Queirós José de Alencar Clique aqui _____________ Mural Migalhas Veja abaixo as cidades carentes de profissionais : BA/Ibotirama BA/Itiúba BA/Jandaíra...
Resultado do sorteio da obra "Responsabilidade Civil Contemporânea – Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa"
Migalhas Quentes
2/6/2011

Resultado do sorteio da obra "Responsabilidade Civil Contemporânea – Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa"

...obra "Responsabilidade Civil Contemporânea - Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa" (Atlas - 766p.), coordenada por Otavio Luiz Rodrigues Junior, Gladston Mamede e Maria Vital da Rocha, é apresentada ao leitor de uma forma inovadora, por meio de contribuições de diferentes autores, com formações acadêmicas e profissionais específicas, mas seguindo uma estrutura didática que abrange os principais capítulos dessa importante disciplina do Direito Civil.   A distribuição dos assuntos organizou-se como o sumário de uma obra didática de Reponsabilidade Civil, ao exemplo de temas...
MIGALHAS nº 2.642
Informativo Migalhas
1/6/2011

MIGALHAS nº 2.642

...livro "Responsabilidade Civil Contemporânea - Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa" (Atlas - 766p.), coordenado por Otavio Luiz Rodrigues Junior, Gladston Mamede e Maria Vital da Rocha. Concorra a um exemplar. (Clique aqui) Lançamento A Editora Campus Elsevier - Campus Jurídico lança, no próximo dia 16, a 5ª edição do livro "Manual de Direito Administrativo", de Gustavo Mello Knoplock. O evento será na Livraria Academia (av. Rio Branco, 277, RJ), a partir das 17h. Migalhíssimas Hoje, Marcelo Abelha Rodrigues, do escritório Cheim Jorge & Abelha Rodrigues - Advogados...
MIGALHAS nº 2.641
Informativo Migalhas
31/5/2011

MIGALHAS nº 2.641

...obra "Responsabilidade Civil Contemporânea - Em Homenagem a Sílvio de Salvo Venosa" (Atlas - 766p.) é apresentada ao leitor de forma inovadora, por meio de contribuições de diferentes autores. Participe e concorra a um exemplar. (Clique aqui) Sorteio II O livro "A Responsabilidade Civil nos Contratos Bancários" (LTr - 160p.), de Jean Soldi Esteves, inicia com uma abordagem filosófica e histórica, destacando seus principais aspectos jurídicos, à luz da autonomia privada na Constituição. Concorra a um exemplar. (Clique aqui) Lançamentos Amanhã, a Editora Campus Elsevier -...
A evolução do conceito de Adoção à Brasileira e os novos rumos das Jurisprudências
Migalhas de Peso
6/4/2011

A evolução do conceito de Adoção à Brasileira e os novos rumos das Jurisprudências

Raquel Macedo Moreira
...espécie de adoção. É aí que surge o termo "Adoção à Brasileira". Silvio de Salvo Venosa2 define adoção como uma "Modalidade artificial de filiação que busca imitar filiação natural". Maria Helena Diniz3, a exemplo de Silvio Rodrigues, define de forma semelhante, mas adicionando que a adoção é "ato jurídico solene pelo qual, observados os requisitos legais, alguém estabelece, independentemente de qualquer relação de parentesco consanguíneo ou afim, um vínculo fictício de filiação, trazendo para sua família, na condição de filho, pessoa que, geralmente, lhe é estranha", ou seja,...
MIGALHAS nº 2.551
Informativo Migalhas
18/1/2011

MIGALHAS nº 2.551

...Migalhas desarquiva um artigo publicado em 2003, em que o professor Sílvio de Salvo Venosa discute os dispositivos do antigo e do novo compêndio Civil relacionado à matéria. Clique aqui para reler o texto. Latinório Conheça mais 12 novas expressões da língua oficial do Império Romano. (Clique aqui) Patente O STJ indeferiu pedido do laboratório Sanofi-Synthelabo para estender o prazo de proteção à patente do medicamento Plavix, indicado, entre outros, para os casos de infarto, acidente vascular e doença arterial. (Clique aqui) Invenções e patentes A partir do que está...
Conselho Federal de Medicina estabelece novas normas para reprodução assistida
Migalhas Quentes
6/1/2011

Conselho Federal de Medicina estabelece novas normas para reprodução assistida

...aqui. 13/1/03 - A reprodução assistida e seus aspectos legais - Sílvio de Salvo Venosa - clique aqui. ______________________ Leia mais - Notícias Migalhas Latinoamérica 5/1/11 - Comenzó a regir en Provincia la ley de fertilización gratuita - clique aqui. ______________________ Leia mais - Notícias 24/8/10 - União entre pessoas do mesmo sexo volta a ser tema de debate em recurso - clique aqui. 10/8/10 - PGFN divulga parecer favorável a inclusão de dependente homoafetivo para efeitos fiscais - clique aqui. 3/8/10 - A legislação brasileira e a...
Ganhadores da Promoção "Natal Migalhas 2010"
Migalhas Quentes
2/12/2010

Ganhadores da Promoção "Natal Migalhas 2010"

...Empresa, Jundiaí/SP - "Direito Civil - Direito Empresarial - v. 8", Sílvio de Salvo Venosa e Cláudia Rodrigues - Editora Atlas Rafael Rott de Campos Velho, Santa Maria/RS - "Livro das Energias e da Criação", Rubens Saraceni - Madras Editora Raimundo Pessoa Neto, advogado,  Londrina/PR - "Pensamentos Selecionados - 3ª edição", Benedito Calheiros Bomfim - Editora Impetus Raphael Martinuci, advogado, Dannemann Siemsen Biegler Ipanema Moreira Advogados, São Paulo/SP - "Curso de Processo Coletivo", Elpídio Donizetti e Marcelo Malheiros Cerqueira - Editora Atlas Raphael Maximiliano,...
Direito das obrigações no novo CC brasileiro e o regime jurídico de inadimplência contratual
Migalhas de Peso
16/11/2010

Direito das obrigações no novo CC brasileiro e o regime jurídico de inadimplência contratual

...chegava no sistema anterior pelo raciocínio lógico. Como lembra Silvio de Salvo Venosa13, o terceiro poderá ter tomado conhecimento da proibição de outra forma, o que lhe suprime a boa-fé, o que deverá ser examinado no caso concreto. Quanto à assunção de dívida, também chamada, mesmo depois da aprovação do Código, de cessão do débito por parte da doutrina, como Silvio Rodrigues e Maria Helena Diniz, por exemplo, cabe a verificação da conformidade das regras instituídas pelo Código com aquelas anteriormente preconizadas pela doutrina, como forma de se verificar a estabilidade ou não...
STJ - É válido testamento cerrado elaborado por testadora com grave deficiência visual
Migalhas Quentes
9/11/2010

STJ - É válido testamento cerrado elaborado por testadora com grave deficiência visual

...nosso meio, convém trazer à baila os elucidativos comentários de Sílvio de Salvo Venosa: "No entanto, ao lado das causas que comumente se apontam tais como a exigência da sucessão legítima, como tendência natural dos titulares de patrimônio, ou o apego à vida, porque testar é se lembrar da morte, há o fato de que o excesso de solenidades do testamento, com o risco sempre latente de o ato poder sofrer ataques de anulação após a morte, afugenta os menos esclarecidos e mesmo aqueles que, por comodismo, ou receio de ferir suscetibilidades, não se abalam em pensar em disposições de...
Defesa do consumidor: responsabilidade do fornecedor por vício e por defeito do produto ou serviço
Migalhas de Peso
29/10/2010

Defesa do consumidor: responsabilidade do fornecedor por vício e por defeito do produto ou serviço

...do disposto nos incisos II e III do § 1° deste artigo. O artigo 18, § 5º, é exemplificado por Sílvio de Salvo Venosa: desse modo, o posto de serviços será responsável pelo fornecimento de combustível adulterado; o varejista, por cereais deteriorados, etc10 trata-se da hipótese de fornecedores de produtos in natura. Transcreva-se: § 5° No caso de fornecimento de produtos in natura, será responsável perante o consumidor o fornecedor imediato, exceto quando identificado claramente seu produtor. Por fim, o § 6º deste artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor expõe os produtos...
Iluminuras entrevista Ari Pedro Lorenzetti sobre direito do trabalho
Migalhas Quentes
6/7/2010

Iluminuras entrevista Ari Pedro Lorenzetti sobre direito do trabalho

...Cláudio Mendes Júnior, da Editora Juruá; e "Direito Civil", de Sílvio de Salvo Venosa e Cláudia Rodrigues, da Editora Atlas. O Iluminuras também está no You Tube. Para ver este programa clique aqui. Inédito: quarta-feira - 22h Horários Alternativos : sábado - 18h / segunda-feira - 13h30 / terça-feira - 10h30 ________________
Obrigatoriedade de pagamento das faturas de consumo mesmo diante do seu não recebimento
Migalhas de Peso
8/9/2009

Obrigatoriedade de pagamento das faturas de consumo mesmo diante do seu não recebimento

É crescente o número de demandas em que os consumidores, valendo-se da inversão do ônus da prova, tentam esquivar-se do pagamento das faturas de serviço, alegando, para tanto, seu não recebimento. E o pior é que, não raramente, vêm obtendo julgamentos favoráveis, fundados no frágil entendimento de que o fornecedor não teria comprovado a efetiva entrega das faturas questionadas....
Alienação fiduciária
Migalhas de Peso
28/8/2009

Alienação fiduciária

Mateus Cassoli
A Alienação fiduciária de imóveis foi instituída pela lei 9.514, de 20/11/97, que dispõe sobre o Sistema de Financiamento Imobiliário. Assim estabelece o art. 22, da mencionada lei: “A alienação fiduciária regulada por esta Lei é o negócio jurídico pelo qual o devedor, ou fiduciante, com o escopo de garantia, contrata a transferência ao credor, ou fiduciário, da propriedade resolúvel de coisa imóvel”....